Programas de coparticipação agilizam pavimentação de ruas em Criciúma

Moradores dos bairros Nossa Senhora da Salete e Jardim Maristela, em Criciúma, foram contemplados com a conclusão da pavimentação asfáltica de 16 ruas nos últimos dias. Comunidade e Administração Municipal inauguram a obra neste domingo (15), a partir das 9h30. No total, foram mais de três quilômetros de asfalto.

A obra, no valor de R$ 1,1 milhão, foi executada com recursos do município e vai beneficiar moradores de regiões próximas à Via Rápida, que passaram a vivenciar as consequências do aumento no fluxo de veículos.

A Secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana oferece também oportunidade de coparticipação na pavimentação de ruas. Essa foi uma medida adotada a partir deste ano para driblar a burocracia e acelerar o processo de melhoria nas ruas da cidade.

São três os programas oferecidos. A parceria para pavimentação com lajotas foi realizada pela primeira vez na rua Divo Rodrigues Cardoso, no bairro Archimedes Naspolini. Inaugurada em fevereiro deste ano, a obra foi executada por uma empresa contratada pelos moradores, enquanto o município ficou responsável por fornecer os materiais.

A partir do projeto piloto, seis vias já foram contempladas por meio de parceria nesse formato. Até o fim do ano, a expectativa é ter pavimentado com lajotas 22 ruas.

O segundo programa de pavimentação abrange locais onde há terrenos públicos não utilizados. Em audiência pública os moradores podem optar pela venda do terreno por meio de leilão, conforme a Lei Municipal nº 6.847/17. O valor da venda é revertido em pavimentação de ruas na localidade. Nesses moldes, a prefeitura está executando, até o momento, 24 ruas.

Há também as obras realizadas com verba provenientes de emenda parlamentar, quando recursos do Governo do Estado e Governo Federal são destinados a melhorias na mobilidade urbana. O município já tem recursos garantidos para pavimentar 195 ruas até dezembro.

Usina de asfalto

Inaugurada em novembro do ano passado, a Usina de Asfalto gera economia de 40% ao mês para os cofres públicos, produzindo 40 toneladas de asfalto por hora. Além de gerar material para novas pavimentações, a produção auxilia nas operações tapa-buraco e recuperação de trechos.