Projeto Brinquedo Educativo é lançado oficialmente

O projeto Brinquedo Educativo foi lançado oficialmente nesta terça-feira com a entrega oficial do certificado de conformidade com as normas do Inmetro. O evento aconteceu no Bairro da Juventude, reunindo dirigentes e associados do Sindicato das Indústrias Plásticas da Região Sul de Santa Catarina (Sinplasc) e parceiros do projeto, como Satc, Abiplast e  Brasken.

O evento também foi prestigiado por convidados, como o presidente do Instituto Sócio Ambiental de Plásticos, Plastivida, Miguel Bahiense, pelo vice-presidente Regional Sul da Fiesc, Diomício Vidal, presidente do Bairro da Juventude, Franke Hobold, e escolas da região contempladas pelo projeto.

O evento reforçou a importância e grandiosidade do projeto que teve seu processo de formatação iniciado há três anos, envolvendo empresas e entidades de ensino. O resultado da iniciativa já pode ser visto nas salas de educação infantil do Bairro da Juventude, onde os brinquedos já estão em uso pelas crianças. Ao todo serão entregues para escolas municipais da região 25 mil kits de blocos de montar.

O objetivo da iniciativa é despertar esse interesse dos pequenos nas atividades de montar e desmontar, criando formas coloridas com os bloquinhos.  “Esse projeto é um exemplo de como uma ideia bem concebido e do bem pode congregar homens, mulheres e instituições a favor da sociedade”, destacou o auditor do ITAC, Clider Adriani de Souza Filho, ao entregar o certificado do Inmetro ao presidente do Sinplasc, Reginaldo Cechinel.

A ideia nasceu em uma viagem de Reginaldo Cechinel, à Alemanha, onde conheceu uma iniciativa semelhante. Chegando ao Brasil o projeto ganhou forma incluindo a concepção do brinquedo, projeto e fabricação do molde e do processamento do polímero.

Além de levar atividade lúdica às crianças que receberão os blocos de montar, o projeto tem uma forte pegada tecnológica, que envolveu os acadêmicos do curso de Engenharia Mecânica da SATC. O professor da SATC, Alexandre Milanez, destacou o esforço em conjunto realizado para que o projeto tivesse êxito e em conformidade com as normas. “Todo esse trabalho agora vai estar à disposição da comunidade”, comentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *