Projeto “Pipoca” inicia nesta quarta-feira no Centro Cultural Jorge Zanatta

Criciúma

A Fundação Cultural de Criciúma, em parceria com a Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (AFASC), inicia nesta quarta-feira (16) o Projeto “Pipoca”. A proposta, que visa a integração e o incentivo à arte para crianças, conta com 32 telas produzidas por alunos de 3 a 5 anos de Centros de Educação Infantil (CEIS) do Departamento de Educação da associação. O projeto segue até o dia primeiro de novembro na galeria de arte contemporânea Willy Zumblick, do Centro Cultural Jorge Zanatta.

Desenvolvido pela colaboradora da Fundação Cultural de Criciúma e acadêmica de bacharelado em Teatro da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), Ana Bertolina, as obras da iniciativa, possuem intervenções, com uso de materiais como cascas de ovo, folhas, reciclados e galhos. Algumas delas, remetem a preservação do meio ambiente e são releituras de artistas pintores famosos, como Tarsila do Amaral e Gustavo Rosa. Além disso, os cavaletes são menores para a melhor visualização das peças para as crianças.

“A maior parte das visitas são de crianças e os quadros são posicionados em uma altura em que muitas vezes elas não conseguem enxergar o quadro”, conta. O projeto é dedicado ao filho de Ana. “Ele é uma homenagem ao meu filho, Arthur Prudêcio. Tem o cabelinho de pipoca, por isso que eu botei o nome do projeto. Acho que é importante os pais também verem os quadros na galeria e pensarem, que o próprio filho pode ser um futuro artista, para o estímulo da criatividade”, complementa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *