PSL confirma nome para disputa do Governo do Estado

homologou a candidatura do comandante Carlos Moisés da Silva, ao governo, tendo com o vice a advogada Daniela Reinehr. Para o Senado, foi confirmado o nome de Lucas Esmeraldino, presidente estadual e grande indutor do crescimento rápido e robusto da sigla.

Apesar dos inúmeros convites dos maiores partidos de Santa Catarina para uma composição eleitoral, o PSL catarinense optou por lançar candidato ao governo, vice e Senado apostando tudo na renovação. Lucas Esmeraldino e outros dirigentes ouviram as bases, conversaram com os líderes municipais, com os candidatos homologados e optaram por esse encaminhamento.

Sempre lembrando que o projeto maior do PSL no Estado é potencializar a pré-candidatura presidencial de Jair Bolsonaro, líder em todas as pesquisas em Santa Catarina. Em quatro meses e meio, sob a coordenação de Esmeraldino, o partido conseguiu construir mais de 150 comissões provisórias municipais, número que deve chegar a 180 até o dia 16 de agosto, quando começa, de fato, a campanha eleitoral deste ano.

Para Esmeraldino, a decisão do PSL-SC de fazer chapa puro sangue para o Governo do Estado, vem ao encontro com a renovação política, não só de pessoas novas, mas de pessoas comprometidas com as famílias. “Hoje, o partido dá mais um passo para a mudança de Santa Catarina. Gratidão é o que sentimos, após cumprirmos mais essa missão. São nomes novos na política, mas ao mesmo tempo, pessoas com garra, batalhadoras, que farão a diferença. Só tenho motivos para agradecer ao presidenciável Jair Bolsonaro pela confiança e, a todos que estão contribuindo para que a sigla se fortaleça a cada dia. É esta união que fará a diferença no processo de mudança do nosso país, do nosso Estado, pelo bem das famílias catarinenses. Vamos, juntos, mostrar a nossa força e lutar pelo nosso capitão”, destaca o candidato ao Senado, homologado.