“Quem me aponta o dedo sujo?”, questiona Benedet

“Quem são estes que me apontam com o dedo sujo?”. A pergunta é de Ronaldo Benedet O questionamento é do Deputado Ronaldo Benedet, feito nesta manhã durante entrevista a Rádio Difusora. O parlamentar falou sobre Reforma da previdência e garantiu. “Como ela está eu não voto. Primeiro tem que acabar com os privilégios de todo o funcionalismo público e com os altos salários em todas as esferas. Quem ganha até R$ 5 mil não pode ter o direito alterado. Se começar cortando os altos salários, começar pelo público eu voto. Essa que está eu sou contra”.

Benedet ressaltou, no entanto, que a reforma é necessária e voltou a afirmar que Temer tem feito bem ao Brasil. “Se a reforma não for feita os aposentados vão ficar sem seus salários. Vivem falando mentiras na internet. A Previdência é deficitária sim. O presidente Temer não é candidato e ele está recolocando o Brasil nos trilhos. Está fazendo o que precisa ser feito. Tem que acabar com essa história de papai Noel. Não existe lanche grátis”.

Ronaldo também falou sobre as críticas e bateu com força. “Eu trabalho, ficaram dizendo que coloquei 1,3 mil de gasolina num carro em uma única vez. Bobagem. Deputados tem verba de gabinete para isso. Eu trabalho, ando por todo o Estado. Tem deputado que é milionário e ai não cobra. Quem é essa gente que me aponta o dedo sujo? Querem fazer concurso de quem é o pior partido? Não né. Eu tenho a consciência tranquila”

Ronaldo também falou sobre reforma trabalhista. “Votei sim. Não me escondo. Eu votei pelo trabalhador. A reforma vai gerar emprego. Quem gerou desemprego foram estes ai que agora criticam. Porque o Brasileiro vai morar fora? Ah vou morar lá porque eu não gosto de muito direito. Povo quer é trabalhar. Povo quer é salário e salário se aumenta com mão de obra qualificada e ampla oferta de emprego. Eles, os sindicalistas é que tiraram o seu maior direito, o emprego”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *