“Reforma vai ter efeito psicológico”, afirma economista

Criciúma

Professor e economista Enio Coan avaliou nesta manhã os prováveis impactos que a reforma da previdência deve ter na economia do país. Para ele, se aprovada a reforma terá impacto muito mais psicológico que prático.

“O impacto maior é na conta do governo, mas isso gera um impacto psicológico positivo, aumenta a confiança e naturalmente a economia responde. Agora não imaginem que aprovada a reforma os empregos irão brotar. Não será assim”, destaca.

Para Coan o grande impacto para a economia será a reforma tributária. “Que vai impactar diretamente na cadeia produtiva no setor privado e que ai sim vai mexer no nosso desenvolvimento”.