Região perde o talento de Zé Diabo

A segunda-feira é de despedida em Orleans. Morreu durante a madrugada, aos 87 anos, o artista Zé Diabo. Nascido José Fernandes, Zé Diabo ficou conhecido pelo seu talento para as artes. Na sua cidade imortalizou em um paredão importantes passagens bíblicas. Obra recentemente recuperada pela administração municipal. Ele também foi responsável pela pintura em diversas igrejas na região.

Prefeito Jorge Koch decretou luto oficial na cidade. “As obras foram restauradas e iriamos reinaugurar agora no dia 30 com a presença dele. Foi um grande artista. Lamentamos e queremos publicamente externar condolências a família”, comenta.

Leia Também

Cocal do Sul lança edição 2017 da CocalFest

Pedreiro e cortador de Pedras, Fernandes sempre mostrou talento para as artes. Em 1957, Fernandes foi convidado para estampar a fachada de uma igreja no distrito de Invernada, em Grão Pará.  Durante a obra ele surpreendeu a todos ao criar uma batalha fictícia entre o arcanjo Gabriel e Satanás. Foi esta obra que o rebatizou como Zé Diabo.

Mas a obra que o imortalizou foi o paredão na sua terra natal. Projeto começou na década de 1980. No início ele queria esculpir 28 painéis, mas depois de 15 anos com 12 horas de trabalho por dia, concluiu apenas nove.

“A criação do Homem”, “O sacrifício de Abraão”, “A passagem do Mar Vermelho”, “O templo do Rei Salomão” e “Os Profetas”. Estão esculpidos 170 metros quadrados. “Recuperamos recentemente. O talento dele vai ficar eternizado”, ressalta o prefeito.