Retomadas atividades no CEI Sonho Mágico

Forquilhinha

Com os dizeres no painel de entrada “Que bom, você veio! Sua presença enche de alegria o nosso dia. Bem-vindos”, as mais de 70 crianças do Centro de Educação Infantil (CEI) Sonho Mágico voltaram às atividades nesta segunda-feira, 11, em Forquilhinha. O Centro Comunitário da Cidade Alta foi adaptado para a retomada do atendimento, que estava suspenso desde o incêndio criminoso na creche no dia 27 de outubro.

A diretora do CEI Sonho Mágico estava ansiosa para o reinício das atividades, agora transformada em alívio ao ver novamente as crianças. “Nem dormi direito esta noite, pois parecia o começo de um novo ano letivo. Fico feliz ao ver que as crianças se adaptaram bem com este espaço, que foi preparado com muito carinho para acolher bem a todos”, disse a Tatiane Cechinel.

O sorriso era visível entre os colaboradores do CEI, que voltaram aos trabalhos e amenizaram a saudade das crianças. “Quando aconteceu o incêndio no nosso CEI foi muito triste. Além de destruírem uma estrutura, lá também havia diversos materiais pedagógicos e muitas lembranças. Tem crianças que acompanhamos desde o berçário, e estava difícil ficar longe delas sem saber como seria. O alívio veio quando encontraram uma solução para retomar o atendimento em pouco tempo”, conta a professora do maternal II, Adriana de Andrade.    

A secretária de Educação agradeceu a todos que contribuíram para a retomada do atendimento. “A comunidade ajudou, por meio da Associação de Moradores e da CAEP, a encontrar um espaço para realizar os atendimentos. Os pais entenderam as nossas dificuldades e aguardaram uma solução. E os colaboradores do Governo Municipal de Forquilhinha, especialmente a Secretaria de Educação, se empenharam muito para restabelecer o atendimento em caráter emergencial. Obrigada a todos”, declara a Sonia Regina Silveira Gonçalves.  

Berços, camas empilháveis e brinquedos móveis para o lazer das crianças foram adquiridos pela Secretaria de Educação. Os materiais de roupa de cama, informática e demais itens que estavam disponíveis no almoxarifado da secretaria também foram aproveitados. 
O Centro Comunitário ganhou divisórias para demarcar os espaços dos professores, alunos e da direção, incluindo as quatro salas existentes na creche. A cozinha foi adaptada para preparar as refeições das crianças. Também houve reposição de vidraças, reforço nas portas e colocação de grades de segurança

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *