Rincão projeta criação de 200 postos de trabalho

Balneário Rincão

Investimentos em saúde, educação e infraestrutura são constantes em Balneário Rincão, agora, a prefeitura municipal busca atrair empresas para gerar empregos. O Conselho de Desenvolvimento Econômico de Balneário Rincão se reuniu na quarta-feira, dia 11, para apreciar os projetos apresentados por onze empresas interessadas em se instalar no Distrito Industrial da cidade. Os projetos foram aprovados pelo Conselho e as empresas irão gerar mais de 200 empregos diretos.

“Para atrair empresas, precisávamos pensar em infraestrutura. E estamos realizando pavimentações, como na região do Distrito Industrial. Isso facilitou a vinda das empresas para nossa cidade, além da logística. Nesse primeiro momento onze empresas irão se instalar aqui, mas já estamos nos organizando para aumentar o espaço do Distrito Industrial para receber mais empresas que queiram ajudar a desenvolver nossa cidade”, comemora o prefeito Jairo Custódio.  

Os projetos foram apresentados pelas empresas e aprovados pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico. A Administração Municipal irá encaminhar para a Câmara de Vereadores para votação, sendo aprovado, as empresas começam a se instalar no Distrito Industrial.

“Montamos os projetos juntos com as empresas, buscando ajudar todos com documentações. Já temos outras empresas querendo se instalar em nossa cidade. Das onze empresas, oito já irão se instalar, assim que autorizado pela Câmara de Vereadores”, informa o presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Balneário Rincão, Adroaldo Faraco.

Empresas dos ramos de confecção, metalúrgica, cosméticos, materiais para Construção Civil e Indústrias, reciclagem, móveis, cerâmicas, alimentos e construção civil irão gerar mais de 200 empregos diretos e deverão se instalar, após aprovação na Câmara de Vereadores.

“Nossa empresa está num processo de crescimento grande, faz sete anos que estamos no mercado e o Rincão nos ofereceu uma área territorial para que possamos pensar no futuro. Iremos começar a empresa com dois mil metros de área construída, além da logística que também é um dos atrativos, iremos crescer ainda mais e juntos com a cidade”, comenta o proprietário da empresa Pisafix, Pedro da Rosa Souza.