Sábado dedicado a imunização contra a gripe

Com cinco mortes já confirmadas pela Gripe A neste ano, Santa Catarina torce para elevar o índice de vacinação durante o Dia D, programado para este sábado. Há duas semanas do fim da campanha o Estado conseguiu imunizar pouco mais da metade do público alvo. “Na região não é diferente.  Nosso índice está em 58% e isso preocupa. Em algumas cidades, como Treviso, o índice bateu em 80%, mas a média é baixa”, argumenta o gerente regional de saúde Fernando de Faveri.

Entre os grupos prioritários o dado mais preocupante recai sobre as crianças. “Essa é a faixa etária de menor procura. Esperança é que o cenário mude porque esse também é um grupo prioritário. Por isso um apelo aos pais para que levem seus filhos maiores de seis meses e menores de cinco anos para garantir a imunização”.

De Faveri lembra que o histórico recente mostra que a vacina não representa risco, mas ficar sem ela pode levar a morte. “A vacina pode provocar reações em quem tem alergia ao ovo. Se a pessoa não sabe e tiver alergia temos o antídoto. Agora, quem não faz corre o risco de ser infectado pela gripe e morrer. Então é fundamental fazer a vacina”.

A vacina ofertada no SUS protege contra três tipos de vírus da gripe, definidos a cada ano após análise da OMS (Organização Mundial de Saúde). Em geral, são variações do vírus A (H1N1), A (H3N2) e gripe B que mais circularam nos últimos meses.

A proteção dura um ano. O objetivo é reduzir o número de hospitalizações e risco de mortes devido à gripe.

Estão na lista prioritária professores das redes pública e privada, além de idosos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), indígenas, presos, adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e funcionários do sistema prisional.

Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e hipertensão, também podem ser imunizadas, desde que haja prescrição médica.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *