Sábado para contar os prejuízos na Região

Criciúma

A presença do sol nas primeiras horas da manhã deste sábado ajudou a dar a dimensão exata dos estragos provocados pela enxurrada de sexta-feira nos municípios da região. Estradas interditadas, rede de distribuição de água comprometida e muitas famílias contando os prejuízos.

Em Morro da Fumaça, um dos municípios mais castigados, 50 pessoas passaram a noite em abrigos improvisados em igrejas. Hoje eles voltam para casa para iniciar o trabalho de limpeza. Pelas ruas, equipes da prefeitura se mobilizaram para recuperar ruas. Em outros pontos é o Samae que corre para reestabelecer o abastecimento de água. A força da chuva rompeu tubulações e boa parte da cidade está com as torneiras secas.

Em Jaguaruna e Sangão, o dia ainda começou com água acumulada em vários pontos. No acesso a Jaguaruna a água ainda cobria a pista e impedia a passagem de carros. No vizinho município de Sangão, um vídeo mostra vários carros em meio a uma pastagem. Eles foram arrastados pela força das águas durante a sexta-feira.

Em Criciúma o bairro Sangão foi um dos mais atingidos pela enxurrada. O dia começou com o principal acesso a comunidade ainda tomado pela água, dificultando o acesso de carros de pequeno porte.

Situação semelhante foi registrada também no bairro Quarta Linha, onde oito famílias precisaram ser desalojadas durante a noite e retornaram para casa nesta manhã. Ao longo de todo fim de semana, em todas as cidades afetadas, técnicos devem elaborar um relatório de danos e praticamente todas as cidade devem decretar situação de emergência.

Confira o relatório da Defesa Civil Regional

Criciúma

Alagamentos por toda a área Central do município e no bairro Bela Vista. Na comunidade Quarta Linha Oito (08) famílias foram encaminhadas para abrigos. Comunidade Linha Batista permanecia isolada até o início da manhã de hoje devido a enxurrada. Na comunidade Primeira Linha uma ponte foi danificada pela força das águas isolando os moradores.

Forquilhinha

O Bairro Cidade Alta está completamente isolado devido à cheia do rio Sangão.

Siderópolis

Inúmeras ruas alagadas e foi registrada queda de árvore na Serra da Serrinha, SC 445.

Urussanga

Foram registrados inúmeros alagamentos e deslizamentos que foram atendidos pelo Corpo de Bombeiros Militar e Defesa Civil. Também foi registrado deslizamento na SC 108.

Morro da Fumaça

Município mais afetado da Região. Alagamentos foram registrados por todo o município. Foram encaminhadas para abrigos 120 pessoas, dois deles abertos pela Defesa Civil Municipal e o terceiro pela Igreja Quadrangular. Município estuda a possibilidade de decretação de Situação de Emergência.

Içara

Varias pontos de alagamentos. O bairro Vila Nova foi o mais atingido com três famílias desalojadas.

Lauro Muller

Desmoronamento de rochas na Serra do Rio do Rastro deixou o trânsito em meia pista na SC 390.

Jaguaruna

Alagamento nas ruas Sueli Vieira Ramos,Rua Amazonas,Rod SC 100 e outras.  Ponte localizada na entrada do município entrou em colapso devido à força da enxurrada. Os Alagamentos foram causados pela insuficiência de drenagem e entupimento das mesmas, córregos fechado devido ao acúmulo de materiais e rejeitos que acabam ocasionando a situação. Desalojados em levantamento.

Sangão

 

Foram registrados alagamentos em varias bairros. Prédio da Prefeitura foi atingido. Grande parte da malha vicinal foi prejudicada devido às fortes chuvas. Desalojados em levantamento. BR 101 permanece interditada no sentido Norte/Sul. No sentido contrário o trânsito está em meia pista. Na manhã de hoje um engenheiro do DNIT fez a avaliação é apontou a possibilidade de liberação do tráfego em meia pista até a próxima segunda-feira (27).