Salvaro apresenta parceria para pavimentação de ruas em Criciúma

O prefeito Clésio Salvaro e a secretária de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, Kátia Smielevski, estiveram reunidos nesta quarta-feira (21), no Salão Ouro Negro, no Paço Municipal Marcos Rovaris, com moradores do bairro Fábio Silva e Loteamento Dal Pont, no bairro Comerciário.

O objetivo foi propor uma parceria para a pavimentação das ruas Joaquim Nabuco, Bento Ricardo e Joaquim Darós, no bairro Fábio Silva, e das ruas Vereador Ciro Bacha, Maria Dal Pont, Augusta Dal Pont, Aumari Dalpont, Otávio Dal Pont e Antônio José Parente, no bairro Comerciário. O projeto apresentado é semelhante ao que foi realizado de forma pioneira na rua Divo Rodrigues Cardoso, no bairro Archimedes Naspolini, inaugurada no dia 15 de fevereiro.

No programa de pavimentação compartilhada, a prefeitura fica responsável pela infraestrutura da drenagem, terraplanagem, pavimento, meio-fio, lajotas, areia e equipamentos. A confecção dos materiais se dá através do programa Segunda Chance que usa mão de obra dos detentos do Presídio Regional de Criciúma, proporcionando oportunidade de ressocialização aos apenados.

Fica de responsabilidade dos moradores a mão de obra para assentamento das lajotas, construção de bocas de lobo e calçadas. Para o prefeito Clésio Salvaro, o mais importante na parceria é atender a um pedido antigo sem o tempo de espera da burocracia.

“Para a prefeitura pavimentar é preciso fazer a contratação de um projeto depois esperar pelo processo licitatório. Se a empresa vencedora não finalizar a obra, precisamos chamar a segunda colocada e torcer para que o projeto não seja alterado e reiniciado. Se isso acontecer, perde-se de seis meses a um ano. É uma angústia para nós e, principalmente, para os moradores”, explica o prefeito.

Segundo a secretária Kátia Smielevski, os moradores da rua Augusta Dal Pont, no bairro Comerciário já aceitaram a proposta. “Essa é uma forma que o município encontrou de atender e beneficiar uma maior quantidade de moradores sem a demora da burocracia. Para os que já estão de acordo, os trabalhos começam na segunda-feira com a preparação da rua”, ressalta.