Salvaro reúne lideranças e apresenta números da UPA

Criciúma

Prefeito de Criciúma Clésio Salvaro reuniu imprensa e lideranças políticas nesta tarde para apresentar os números do primeiro ano de atendimento da UPA. Foram mais de 108 mil atendimentos, uma média de 10 mil pessoas passando pela unidade todos os meses.

“Além do volume de atendimentos é preciso destacar a qualidade do trabalho prestado. Mais de 90% das pessoas que passam por aqui avaliam como bom ou ótimo”, comemora o prefeito. “Isso é número que supera atendimento particular e através da Comissão de Saúde podemos assegurar que são números verdadeiros”, corrobora o vereador Paulo Ferrarezi (MDB).

Prefeito, aliás, deixou claro que está convencido que o modelo adotado na UPA é o mais adequado para a saúde de Criciúma. “Provamos que o serviço público pode ser bom, pode ser resolutivo. Já estamos nos ajustes finais para lançar também, em no máximo 30 dias, a UPA do Rio Maina. Nessa nova unidade o Secretário Acélio Casagrande pediu um espaço diferenciado para os idosos e por isso estamos trabalhando para fazer o ajuste no projeto”.

Vice-presidente do Instituto Maria Schmidit, que faz a Gestão da Unidade, Ricardo Ghellere lembra que a previsão inicial do edital apontava para 6,5 mil atendimentos por mês. “O volume hoje está bem acima do edital e mais de 90% dos pacientes são de Criciúma”, resume. Atualmente a UPA recebe repasse mensal de 340 mil reais, feito pelo Governo de Criciúma e outros 175 mil através do Ministério da Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *