Serra do Rio do Rastro segue interditada

Lauro Muller

Uma reunião no início da tarde desta terça-feira (5) entre representantes da Defesa Civil, Departamento Estadual de Infraestrutura – Deinfra, Polícia Militar Rodoviária – PMRv e Poder Executivo de Lauro Müller, debateu sobre a liberação parcial do trânsito na Serra do Rio do Rastro. 

O trecho da SC-390, que liga o planalto serrano ao litoral, foi interditado na noite dessa segunda-feira (4), após o avanço em rachaduras presentes na pista. Nesta manhã três pontos foram vistoriados por profissionais e lideranças, entre eles o geólogo da Defesa Civil, Humberto Alves da Silva. Dos três pontos, apenas um dos locais é o que apresenta maior risco aos usuários.

O secretário em exercício da Defesa Civil estadual, Coronel Diogo Bahia Losso, participou da reunião no início desta tarde por meio de uma vídeo conferência. Conforme o prefeito de Lauro Müller, Valdir Fontanella, tanto o Deinfra, como a PMRv e o município de Lauro Müller, se posicionaram a favor da liberação parcial da rodovia.

“Nossa intenção é que a rodovia seja librada apenas para automóveis, veículos de transporte coletivo, e caminhões com até seis mil toneladas. Com isso poderia ser mantido o trânsito em apenas meia pista no trecho que apresenta maior risco, pois sabemos da importância que esta rodovia possui para todo nosso estado”, destacou Fontanella.

Na reunião, a Defesa Civil se posicionou contrária à liberação. Diante disso, o assunto será levado pelo coronel Diogo Bahia Losso ao governador do estado, Carlos Moisés, que deverá se posicionar nas próximas horas.  
A vistoria foi acompanhada pelo prefeito Valdir, pelo coordenador da Defesa Civil, Rosinei da Silveira, pelo coordenador municipal, Rafael Bonoti, pelo superintendente do Deinfra, Lourival Pizzolo, além de outras lideranças.