” Temos uma Câmara enxuta”, garante Sapinho

Içara

Presidente da Câmara de Vereadores de Içara, o vereador Rodrigues Mendes foi enfático ao contestar a avaliação do observatório Social de Içara sobre o custo do Legislativo. Para ele a comparação feita pelo observatório é um despropósito.

“Primeiro porque eles fazem a comparação de uma câmara que tem 10 vereadores com uma câmara que tem 15. Fazem a comparação de uma câmara que tem cinco funcionários com outro legislativo que tem 16. Isso não é proporcional. Se fosse o mesmo número de vereadores, mesmo número de funcionários ai poderiam dizer que gastamos mais”.

Para o presidente do legislativo a informação do observatório ganhou a imprensa de maneira distorcida. “Tenho o maior respeito pelo observatório, sempre recebemos a todos com muito carinho e essa informação, da forma como foi colocada, prejudica e muito a imagem do legislativo que trabalha e muito pela cidade. Eles fizeram esse cálculo, levantaram o quando o legislativo de lá produz em comparação com o nosso”, questiona

Renato Brígido garante que não há caça as bruxas. Durante entrevista à Difusora ele deixou claro que o observatório quer apenas contribuir; “Pegamos uma câmara de uma cidade com o mesmo tamanho e que custa 2 milhões a mais. Temos duas sugestões para a Câmara de Içara equilibrar estes custos. Uma delas é reduzir o número de vereadores. A outra é reduzir o número de salário e o número de assessores”, explica.

Brigido também falou da presença do observatório nas ações do Executivo. “Estamos acompanhando cada ação, cada licitação e isso já tem revertido em resultado para o município com uma grande economia e obras com ainda mais qualidade”.