Tigre terá teto salarial de 30 mil em 2018

Se em 2017 o Criciúma ficou no meio do caminho, em 2018 a situação pode ser pior. Em entrevista a TV Litoral Sul, no programa Papo de Bola, ele adiantou que se o caixa não ganhar fôlego, o Tigre pode ter um orçamento de série D. Por ora, apenas algumas situações estão definidas. Primeiro, o diretor futebol. Emerson Almeida está prestigiado e vai ficar na função. “E eu também estou mais experiente e vou me envolver mais nas contratações para que não ocorram erros no ano que vem”.

Presidente também avisou que sonha em trazer de volta Gustavo, que está no Goiás e Roberto, que está no Ceará. “O Gustavo quer voltar. Conversei com ele em Goiás, mas depende do Corinthians porque vamos tentar trazer ele com salários pagos pelos paulistas”, ressalta.

Silvinho e Lucão, não irão permanecer. “Muito difícil, eles abriram mercado e tem propostas de clubes de Série A”. Tigre também terá teto financeiro para contratações. “Vamos estipular em 30 mil. Pode até ter exceções, mas vamos estabelecer teto e trazer jogadores que estejam afim de atuar pelo Tigre”.