Trabalhadores do Samu e Regional de Araranguá podem paralisar

Os trabalhadores do Hospital Regional de Araranguá podem entrar em greve a partir de amanhã (09). A paralisação poderá atingir ainda o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) da região. As duas instituições são administradas pela SPDM – Associação Paulista Para o Desenvolvimento da Medicina. 

O protesto acontece devido ao atraso de salários que deveria ter ocorrido no dia de ontem (07), quinto dia útil. “Os trabalhadores não tem nenhuma informação sobre os seus vencimentos e, como já está definido em assembleias anteriores, caso o salário não seja depositado na conta dos funcionários até o final da tarde paramos no primeiro turno da manhã”, pontuou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e Região (Sindisaúde), João Martins Estevam.

Conforme ele, os trabalhadores vivem neste clima de insegurança em relação ao seu futuro com a possibilidade de mudança. “E, enquanto a Secretaria Estadual da Saúde diz que repassou a verba e a SPDM afirma não ter recebido nada a corda sempre arrebenta para o lado mais fraco”, critica o presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *