Treviso recebe missa dos santos óleos nesta quarta

Treviso

Nesta quarta-feira santa, 17, a Diocese de Criciúma celebrará, na Igreja Matriz Santo Alexandre, em Treviso, a Missa dos Santos Óleos. Na celebração, que terá início às 19h30min, e será presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Jacinto Inacio Flach, serão abençoados os óleos dos Catecúmenos e dos Enfermos e será consagrado o óleo do Crisma. Todas as 34 paróquias e três santuários diocesanos estarão representados, através de seus padres, religiosas e leigos.

Neste ano, a Paróquia Santo Alexandre foi a escolhida para acolher esta que também é chamada de Missa da Unidade Diocesana, por ocasião de seu ano jubilar: em 20 de maio, a Paróquia, que tem por pároco o padre Egídio Schmoeller, completa 50 anos de criação. Os óleos que serão abençoados serão levados por todas as paróquias da Diocese, para serem ministrados nas celebrações durante o ano todo, em todas as comunidades. Na missa, todos os padres também farão a renovação de suas promessas sacerdotais.

Significados dos Santos Óleos  

O Óleo dos Catecúmenos concede a força do Espírito Santo aqueles que serão batizados para que possam ser lutadores de Deus, ao lado de Cristo, contra o Espírito do mal. O batizando é ungido com o óleo dos catecúmenos, no peito.

O Óleo dos Enfermos é um sinal sensível utilizado pelo sacramento da Unção dos Enfermos, que traz o conforto e a força do Espírito Santo para o doente no momento de seu sofrimento. O doente é ungido na fronte e na palma das mãos.

O Santo Crisma é o óleo que será consagrado e recebe a essência perfumada, simbolizando o “bom perfume” que o cristão deve exalar, e o sopro dos lábios do Bispo, representando a presença do Espírito Santo. É utilizado nas unções consecratórias dos seguintes sacramentos: depois da imersão nas águas do batismo, o batizado é ungido na fronte; na Confirmação, é o símbolo principal da consagração, também na fronte; depois da Ordenação Episcopal, sobre a cabeça do novo bispo; depois da ordenação sacerdotal, na palma das mãos do neo-sacerdote.

Também é usado em outros ritos consecratórios, como na dedicação de uma Igreja, na consagração de um altar, quando o Santo Crisma é espalhado sobre o altar e sobre as cruzes de consagração que são colocadas nas paredes laterais das igrejas dedicadas (consagradas).