Trio é condenado por morte de casal içarense

Içara

A Justiça condenou os três homens acusados do duplo homicídio do corretor de imóveis Paulo César Raichaski, de 42 anos, e a esposa dele, Solange de Lima Vargas, de 35, em agosto de 2015. A decisão foi tomada depois de 20 horas no Tribunal do Juri da Comarca de canoas no Rio Grande do Sul. Somadas, as penas ultrapassam 130 anos. O crime teve o envolvimento de outros dois elementos, que morreram antes do julgamento.

O crime foi registrado na cidade gaúcha de São Leopoldo. Segundo a investigação, as vítimas foram atraídas para uma emboscada após viajarem para concluir a venda de um imóvel. O casal foi até a residência de um dos envolvidos, onde foi torturado e roubado. Por fim, os içarenses foram carbonizados dentro do próprio carro, na BR-448, na Praia de Paquetá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *