Unesc amplia presença na região de Araranguá

Araranguá

A presença da Unesc e de toda a sua expertise em Araranguá se amplia a partir da expansão do projeto iniciado em abril deste ano, inicialmente com Polo de Ensino a Distância. Agora, a região de Araranguá, que recebeu a Universidade acolhedoramente em 2019, contará com um campus da Unesc incluído em um audacioso projeto chamado de “Cidade Universitária”, um bairro completo planejado a partir de tendências mundiais. A ação é resultado de uma parceria com a Weber Empreendimentos e promete movimentar não só o setor educacional, mas toda a economia da região, contribuindo fortemente com o desenvolvimento social, econômico, ambiental e cultural do Extremo Sul catarinense.

Os primeiros passos da grandiosa parceria já foram dados e as aulas, inicialmente no modelo de Educação a Distância da Unesc, foram iniciadas no prédio especialmente preparado para as atividades, com espaços diferenciados e ambientes contemporâneos. Ele está localizado na Rodovia Governador Jorge Lacerda, número 2320, bairro Divineia, e será o ponto de encontro da Universidade na Cidade das Avenidas até a inauguração do bairro Cidade Universitária. Já nesta ampliação a Universidade oferece cursos de graduação, pós-graduação e extensão para início das atividades em outubro, além de cursos de curta duração. O espaço já conta também com uma exposição permanente e exclusiva do Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski com foco em animais da mata atlântica.

Os alunos que chegam à Unesc Araranguá deparam-se com uma estrutura a altura de duas instituições como a Universidade e a Weber Empreendimentos. Projetados pela arquiteta Laise Volpato, os ambientes para o início dessa trajetória contam com todo o cuidado e carinho que os estudantes merecem. “O foco foi voltado a ambientes de aprendizagem que permitissem diferentes usos. Desta forma foram criadas salas, cuja versatilidade do mobiliário permite uma variedade de layouts, adequando a necessidade de ensino. Os espaços são bem iluminados, climatizados, possuem cores diferentes, com mobiliários inovadores, assim tornam-se ambientes acolhedores que buscam estimular a convivência, a troca de experiência e o aprendizado completo”, pontuou a arquiteta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *