Unesc pesquisa efeitos da atividade física em pacientes com Alzheimer

A relação entre exercícios físicos e a saúde de pessoas com Doença de Alzheimer é o foco de um novo projeto a ser desenvolvido na Unesc. O GEPPS (Grupo de Pesquisa e Extensão em Promoção da Saúde), vinculado ao Mestrado em Saúde Coletiva e ao curso de Educação Física, vai desenvolver atividades no complexo esportivo da Universidade com portadores da doença e avaliar os resultados em aspectos como coordenação motora e capacidade funcional, contribuindo para uma melhora na autonomia funcional destas pessoas.

A acadêmica do curso de Educação Física da Unesc e participante do GEPPS, Gabriele Policarpi, explica que o grupo de exercício é voltado para pessoas com diagnóstico médico de Alzheimer, de ambos os sexos. “Em geral, a doença se manifesta a partir dos 60 anos de idade e sabe-se que o exercício físico colabora no prolongamento da vida. Então vamos verificar a eficácia do exercício físico em portadores da doença”, afirma Gabriele.

O professor Joni Márcio de Farias, coordenador do GEPPS e orientador do estudo, explica que será um novo desafio para o GEPPS tendo em vista a complexidade de trabalhar com esta população e a acessibilidade é prejudicada, pois depende dos cuidadores.

“Outros estudos têm demonstrado uma contribuição muito importante do exercício físico na melhora da autonomia funcional e qualidade de vida das pessoas com Alzheimer, e se conseguirmos população suficiente para o estudo pensamos em ampliar o olhar convidando outros cursos que contribuam para a melhora da saúde mental. Além dos xercícios físico, serão realizadas capacitações aos cuidadores, empoderando estes para desenvolver o programa de exercício físico nas suas casas, enquanto nós monitoramos o desenvolvimento e melhora nos sinais e sintomas da doença”, afirma o professor da Unesc.

O grupo de exercício vai desenvolver atividades três vezes por semana, das 14 às 15 horas. Os participantes vão realizar treinamento funcional supervisionado e os familiares ou cuidadores dos portadores de Alzheimer também podem realizar os exercícios físicos. “É uma maneira dos pacientes se sentirem mais seguros com a presença de pessoas conhecidas. Além disso, o exercício físico em parceria é mais agradável e colabora no entrosamento”, lembra Grabriele.

As inscrições para o grupo de exercício físico ocorrem até 10 de julho das 13 às 17 horas pelo telefone (48) 3431-2572. Os encontros ocorrem de meados de julho até dezembro.