UTI do São Donato é pauta de reunião na Capital

Florianópolis

O funcionamento da UTI do Hospital São Donato voltou a pauta nesta segunda-feira. Uma reunião agendada pelo Prefeito Murialdo Gastaldon colocou na mesma mesa o Secretário Helton Zeferino, o próprio prefeito e o diretor administrativo do São Donato Júlio de Lucca. O Hospital precisa credenciar a UTI via SUS para permitir que o investimento feito em equipamentos e na própria estrutura física fique a disposição da comunidade.

A expectativa era de que a UTI já estivesse funcionando, mas a parte burocrática tem demorado mais do que se imaginava.  Para funcionar pelo SUS é preciso credenciamento, mas o credenciamento só é feito pelo Governo Federal depois que a UTI tiver uma série histórica de atendimentos que comprovem essa necessidade.

Nesse caso, o que se quer, é que o Governo do Estado assuma o serviço e banque a contratação de uma equipe exclusiva para atuar nos leitos de terapia intensiva até que o Governo assuma, via SUS, o serviço. A região tem carência em leitos públicos de UTI e ativação das 10 vagas do São Donato devem ajudar a amenizar o sofrimento de quem precisa de atendimento.

O funcionamento da Uti não foi o único tema da pauta. Há também uma outra preocupação relacionada ao próprio São Donato. Existe um convênio entre o Governo de Santa Catarina e o Hospital de Içara para funcionamento da maternidade. Por esse serviço, o Governo repassa ao Hospital 150 mil reais por mês. O problema é que desde dezembro o repasse não é feito. São praticamente quatro meses de atraso e se o repasse não for colocado em dia existe risco de comprometimento deste serviço.

A reunião foi considerada positiva, mas não resultou em nenhuma decisão ou solução prática. O Secretário apenas se comprometeu em analisar as duas situações e, em 30 dias, atualizar o hospital sobre o repasse e a ativação da UTI. Não é grande coisa é verdade, mas já representa uma abertura de diálogo com o governo.

 “Não se trata de um tom de ameaça, mas sim de um tom de preocupação. No caso da Maternidade o serviço é reconhecido e atende a toda a região. No caso da UTI toda a estrutura física já está pronta, os equipamentos instalados e eles precisam ser colocados a disposição da comunidade”, justifica o Prefeito Murialdo Gastaldon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *