Vereador detalha problemas em condomínios do Minha Casa

O Vereador Paulo Ferrarezi levou para a Câmara de Criciúma um problema comum e que tem sido registrado em praticamente todos os condomínios do Minha Casa Minha Vida. “Residenciais inaugurados com recursos do Minha Casa Minha Vida acumulam dívidas e problemas. No Carmel a dívida chega a R$ 1 milhão, no San Diego a água está cortada”, explica o parlamentar.

Ele fez requerimento ontem na Câmara para que a Casan analise a possibilidade de transformar a tarifa em tarifa social para que o valor fique menor e permita que as famílias possam colocar a conta em dia.

Leia Também

Jovem é assassinado dentro da própria casa em Forquilha

Definido cadastramento para saque do FGTS em Treviso

Segundo o parlamentar, um dos grandes problemas deste condomínio é a falta de acompanhamento via Secretaria de Desenvolvimento Social. “Estas famílias não foram orientadas de como é viver em condomínio, não tem o acompanhamento. Junta-se isso a dificuldade financeira e dá esse problema todo. Eu vou apresentar uma proposta na Câmara para que em Criciúma, as unidades do Minha casa minha vida tenham cobrança individualizada”