Vereador pede que livro não seja repassado a alunos

O vereador Pastor Jair Alexandre (PSC) está pedindo, por meio de requerimento, para a secretaria de educação do município não distribuir um livro encaminhado à cidade pelo Governo Federal.

O livro em questão é “Enquanto o sono não vem”, obra de José Mauro Brant, da Editora Rocco. Para o parlamentar o livro é impróprio e o Governo Federal já reconheceu o erro.

“O Ministério da Educação e Cultura está distribuindo para a utilização como material didático, mas contém uma história chamada “A triste história de Eredegalda”. Isso é uma aberração. Queremos que ele seja devolvido ao MEC. O Ministro já reconheceu o erro”, explica.

O pastor emenda. ” No livro o pai manifesta intenção de se casar com uma de suas filhas – e que morre no final. Tal história desconstrói a família tradicional”