Vereadores cobram medidas compensatórias ao Case de Criciúma

A construção do Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE) está praticamente finalizada. A construtora LG de São José deve concluir a obra no próximo mês. A Comissão de Obras da Câmara visitou o local para acompanhar o andamento da obra, na manhã de hoje (18/4), e segundo informações repassadas aos edis, a estrutura está com 95% concluída. Mas, apesar da boa notícia, a comunidade ainda espera pelas medidas compensatórias, anunciadas pelo governo do estado.

VereadorAdemir Jose Honorato, que preside a comissão, promete ampliar a cobrança ao Governo do Estado para que as obras complementares sejam executadas. “Foi firmado um compromisso com a comunidade e que até agora não foi cumprido. Temos várias famílias que não tem água tratada, mas o Case terá. Porque não ampliaram a rede para atender a todos. Esse é só um exemplo. Por isso vamos reforçar a cobrança porque o que estou vendo é uma inversão de tudo. Para as famílias de bem nada e para os infratores o bom e o melhor”.

A Obra

O CASE de Criciúma terá vaga para 60 adolescentes, sendo 40 para os que estiverem com condenação definida e 20 para os que ainda aguardam julgamento, em um terreno doado pela Prefeitura de Criciúma. As obras no local começaram a ser executadas há dois anos.

O espaço contará com uma área administrativa, alojamentos, lavanderia, almoxarifado, salas de aula, ginásio de esporte, ambulatório, salas de aula, oficinas profissionalizantes, teatro, centro ecumênico, quadra polivalente e sala multiuso. A obra terá 5,5 mil metros quadrados de estrutura construída em um terreno de 60 mil metros quadrados e, hoje, falta, apenas os últimos detalhes.