Vereadores cobram reforço na segurança

Os vereadores fizeram requerimento em conjunto solicitando ao Governador do Estado, a reposição do efetivo do 9º Batalhão da Polícia Militar em Criciúma, que poderá ser realizada com pelo menos 41 dos novos policiais militares que findarão sua formação em dezembro de 2017. Conforme os parlamentares, o Batalhão vem sofrendo grave e constante queda, fato que tem se agravado nos últimos anos, acumulando um déficit de 41 Policiais Militares em nossa cidade. 

“Por conta do Curso de Formação de Oficiais e Curso de Formação de Sargentos, 25 Cabos e Soldados do 9º Batalhão da PM deverão se dirigir a Florianópolis nos próximos meses. A situação de falta de policiais vai se agravar com 16 pedidos de transferência para Reserva Remunerada que aportarão no Quartel nos próximos dois anos, perdas estas com reposição improvável, pois não existe perspectiva de novos Cursos de Formação de Soldados. A dramática redução do efetivo da Polícia Militar de Criciúma pode alcançar a marca de 200 profissionais, menor marca do 9º Batalhão nos anos 2000”, disseram.   

De acordo com os vereadores, está visível diminuição do quantitativo, aliada à carência de novas viaturas, já repercutiu no desaparecimento da presença policial nas ruas, incrementando consideravelmente a sensação de insegurança em Criciúma, como se observa.

Nesta quinta-feira a reunião é Içara. Os vereadores querem do Coronel Cosme Manique Barreto a garantia de que os policiais militares que terminam o curso de formação em Dezembro vão seguir na região. “Precisamos de pelo menos 25 policiais para manter a mesma situação que tínhamos há três anos. Já temos uma sinalização do Coronel Paulo Henrique Henn, que comanda a PM de Santa Catarina. No entanto, quem faz a distribuição aqui no Sul é o comandante Cosme e por isso essa reunião”, comenta o presidente da Câmara de Içara, Vereador Alex Michels

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *