Vereadores de Içara querem receber 13º

Os vereadores de Içara querem receber 13º. O assunto ainda não ganhou corpo de maneira mais efetiva, mas vem sendo debatido nos bastidores. É preciso dizer que a possibilidade de um salário extra tem amparo legal e já foi devidamente reconhecida pelo STF.  Criciúma, por exemplo, já paga o “benefício”. E é nesse amparo que alguns parlamentares se sustentam para justificar a pedida.

Informação foi confirmada pelo vereador Toninho de Mello. “Essa questão de criar o 13º está sim em debate e é uma discussão de todos os vereadores”, afirma. Segundo Toninho, os vereadores tem direito como qualquer outro trabalhador. “Muitas câmaras já pagam o 13º, o STF já reconheceu o direito, queremos nos equiparar a qualquer outro trabalhador. Tem muito vereador que sobrevive deste salário”, argumenta.

A vereadora Silvia Mendes afirma que entre os Progressistas o assunto ainda não foi tratado, mas será discutido em reunião do partido. “Hoje tem reunião de bancada e vamos discutir o assunto, mas ainda não tenho posição. A verdade é que o direito existe, eu por exemplo só trabalho na Câmara”, pontua.

O presidente da Câmara, no entanto, não concorda. Alex Michels já avisou que não aprova a medida. “O que há sim é alguns vereadores defendendo a implementação. Há amparo legal para isso, mas sou contra e não vejo a necessidade deste subsídio”. Segundo o presidente para que o projeto passe a tramitar é preciso a assinatura de cinco vereadores. ” e caso seja apresentado são necessários 10 votos”,

Apenas considerando os 15 vereadores, sem os encargos, o 13º custaria 118.980,00