Vereadores iniciam campanha por Cirurgias Eletivas

Preocupados com a quantidade de cirurgias eletivas represadas na Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), os vereadores de Morro da Fumaça iniciam uma campanha de mobilização das Secretarias Municipais de Saúde, diretores de hospitais e Secretaria de Estado da Saúde. O primeiro encontro para debater o tema foi com o Coordenador da Comissão Intergestora Regional (CIR), o secretário de Forquilhinha, Diego Passarela.

Conforme o representante do Hospital São José (HSJ), Altamiro Bittencourt, a região possui aproximadamente três mil cirurgias para serem realizadas. “Uma pessoa pode ficar de dois a três anos na fila esperando pelo procedimento e os vereadores de Morro da Fumaça estão encabeçando esta luta para agilizar o processo. O primeiro passo foi dado, agora a intenção é conversar com vereadores de outras cidades, secretários de saúde e direções dos hospitais”, comenta.

Bittencourt lembra ainda que a Amrec não faz os procedimentos seguindo uma orientação da Associação dos Hospitais de Santa Catarina. “Os recursos para os procedimentos não estão sendo repassados, então a associação determina que as cirurgias sejam feitas somente após o Estado e os municípios garantirem que os valores serão repassados”, completa.

Presidente do Legislativo fumacense, José Carlos Bortolin, o Calita (PMDB), destaca a importância do tema. “Este assunto precisa ser debatido e, mais que isso, solucionado. Não podemos permitir que uma pessoa permaneça por até três anos na fila. Vamos buscar mobilizar toda a região para que esta situação seja solucionada”, diz.

Além de Calita, ainda participaram do encontro, os vereadores Raimundo Marques, o Mundi (PMDB) e Alison Felix Bertan (PR).