Vigilância localiza focos de Aedes em Criciúma

Já foram encontrados os primeiros focos do mosquito Aedes aegypti em 2018. A Prefeitura de Criciúma, por meio da Vigilância Epidemiológica, através do Programa de Combate à Dengue do Setor de Zoonoses, identificou as larvas do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus no Terminal Rodoviário de Criciúma na última quarta-feira (3). Nesta quinta-feira (4), foi encontrado o segundo foco deste ano, no bairro 4ª Linha. Em 2017, o órgão registrou 14 focos no município.

De acordo com a médica veterinária e responsável técnica pelo setor de Zoonoses da Vigilância Epidemiológica, Natália Reche, após a identificação das larvas do mosquito da dengue, os agentes do órgão já iniciaram a varredura ao redor do Terminal Rodoviário de Criciúma. “Os focos foram encontrados nas armadilhas instaladas pelo Programa de Combate à Dengue. Depois de identificados, num raio de 300 metros do local, iniciamos o processo de Delimitação de Foco (DF), onde os agentes realizarão visitas pelas residências da localidade.”, explica.

Natália afirma que durante o verão aumenta a tendência do surgimento de focos do Aedes aegypti. “O nosso município é muito quente, contribuindo para proliferação do mosquito. Pedimos que a população colabore e fique de olho no seu terreno, nos seus vasos de planta, pneus, latinhas e ajude a eliminar os focos. Se precisar denunciar, entre em contato com a nossa ouvidoria pelo telefone 156”, ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *