Viúvo será ordenado padre em Criciúma

Criciúma

Um momento histórico nos quase vinte e um anos de caminhada da Diocese de Criciúma. No sábado, 11 de maio, às 15 horas, a Igreja Matriz Santo Antônio de Pádua, em Sombrio, abrirá suas portas para acolher fiéis de diversas paróquias da região, que irão acompanhar a primeira ordenação sacerdotal de um viúvo na Diocese de Criciúma. 

Com o lema “O Senhor é meu pastor e nada me falta” (Sl 22,1), o diácono Vânio Margutti Pereira, que no dia 24 deste mês completa 58 anos de idade, será ordenado padre pela imposição das mãos do Bispo Diocesano, Dom Jacinto Inacio Flach. Vânio recebeu o ministério do diaconato em 02 de dezembro do ano passado, na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, onde está a serviço da Igreja em Urussanga. Pai de Vanéli, de 34 anos, Vânio ficou viúvo de Eliane após 30 anos de matrimônio, em 12 de dezembro de 2011, em decorrência de um acidente vascular cerebral.

Para o diácono, está “é a segunda chance dada por Deus” para abraçar o sacerdócio, uma vez que ele já foi seminarista, aos 19 anos de idade, quando ingressou no seminário da Ordem dos Servos de Maria, em Turvo, onde estudou durante três anos. Natural de Praia Grande (SC), aos 13 anos, Vânio se mudou para Sombrio, junto dos seis irmãos e dos pais, Ilda Margutti e Alcides Pereira (em memória). O testemunho dos freis capuchinhos Gervásio e Protásio, em sua terra natal, foi o exemplo para sua vocação.

Em janeiro de 2017, o diácono concluiu os estudos na Escola Diaconal Santo Estevão, em São Leopoldo (RS), e depois, participou integralmente das atividades do Seminário Teológico Bom Pastor, em Florianópolis (SC). Educado na fé católica, Vânio sempre participou ativamente na Paróquia Santo Antônio, onde, com sua falecida esposa, integrou a Comissão de Assuntos Econômicos e Pastorais, Conselhos de Pastoral da Paróquia e da Comunidade, Irmandade de São Sebastião e também coordenou os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística.