Conecte-se conosco

Agronegócio

Auditora do Ministério de Agricultura visita agroindústrias da região

Publicado

em

Ouça esta matéria

As agroindústrias da região do Consórcio Intermunicipal Multifinálitario da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (CIM-AMREC) estão recebendo esta semana a Consultora do Ministério da Agricultura. Esse é o terceiro encontrou com os empresários da região (dois presenciais e um virtual) para orientação aos serviços de inspeção para que o Consórcio possa pedir o selo do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI).

Conforme a consultora, Loiane Mayra de Souza, muitas mudanças solicitadas já foram executadas. “Boa parte do que foi colocado no plano de ação, pôde-se perceber que os empresários já procuraram a melhor forma de resolver. Cerca de 70%, faltando o que as exigências que demandam de mais investimento e as que não tem grande influência na segurança do produto”, observou a Consultora.

A visita desta terça-feira (15/06) foi em uma agroindústria de ovos do município de Içara, que hoje produz cerca de 3.300 ovos por dia de média. Conforme os empresários Fabiano José Bortolatto e Simone Guollo Bortolatto, a intenção é expandir a produção com o selo, que já poderão atender outras regiões. “Hoje atendemos Criciúma, Içara e Morro da Fumaça, com o serviço municipal de inspeção, mas planejamos atender municípios até Florianópolis”, revela Fabiano.

Agroindústrias de Criciúma, Lauro Muller e Nova Veneza também devem receber as visitas. Conforme a presidente do Colegiado de Agricultura e secretaria de agricultura de Morro da Fumaça, Patrícia Coral, a visita deixa a região confiante e na expectativa do sonhado selo. “A consultoria nos deixa mais tranquilos para pedirmos o selo, já que muitas das exigências estão sendo atendidas”, avalia.

O secretário de agricultura de Içara, que também acompanhou a visita, Silvio João Viana, lembra que a luta pelo sole já um processo e um sonho antigo, devido ao grau de exigência. “Estamos na reta final para receber o selo, o que vai permitir o crescimento e a expansão dos negócios para os produtores de Içara e da AMREC. Assim que recebermos o selo, esperamos que outras agroindústrias possam se adequar para terrem permissão de comercializarem seus produtos em todo território nacional”, avalia o secretário. Para ele, em breve poderemos ver os produtores da região expandindo os negócios e agregando ainda mais valor nos produtos produzidos aqui.

Continue Lendo
1 Comment

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agronegócio

Governo renova convênio com Associação dos Produtores de Milho e Feijão

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Governo Municipal de Içara assinou na tarde desta segunda-feira, dia 20, a renovação do Termo de Fomento com a Associação dos Produtores de Milho e Feijão no valor de R$ 298 mil. O valor será utilizado para o pagamento de despesas com pessoal, encargos sociais, além de manutenção de veículo e serviços. Atualmente, são atendidas em média 540 famílias em Içara. 

“A Associação é parceira da administração e da agricultura. Este suporte é importante para as mais de 500 famílias que vivem da agricultura em nossa cidade”, comentou a prefeita Dalvania Cardoso. “A Associação é uma entidade que existe há mais de 20 anos. Ela já tem um conhecimento e uma forte ligação com os agricultores e por isso temos esse interesse em renovar”, completou o secretário de agricultura Silvio Viana.

 A associação realiza o trabalho de manutenção nas propriedades com serviços de retroescavadeira para serviços de aterro e recolhimento de entulhos, além de melhoria no acesso às propriedades dentro do projeto Porteira Adentro. “O objetivo desse convênio é atender o agricultor. Temos tido muito trabalho para atender a demanda dos nossos produtores”, comentou o presidente da associação Renato Réus. 

O município subsidia metade de todo trabalho feito pelas máquinas da associação. Além disso, para receber o saibro, o agricultor paga apenas R$ 140 reais referentes ao carregamento do material que custaria quatro vezes mais, sendo o transporte e o próprio saibro custeados pela associação.

Continue Lendo

Agronegócio

Cocal do Sul quer dobrar PIB do agronegócio até 2024

Publicado

em

Ouça esta matéria

Atualmente, o agronegócio corresponde a apenas 2% do Produto Interno Bruto (PIB) de Cocal do Sul. No entanto, o município tem projeção de expansão para o setor e pretende chegar a 5% até 2024. Para alcançar tal meta, a administração tem investido cada vez mais na aquisição de novos implementos agrícolas – nos últimos dias foram adquiridas uma grade aradora, carretinha e uma ensiladeira, com investimento de R$ 90 mil.

O coordenador de Desenvolvimento Rural do município, Jucemar Macari, acredita que o incentivo às novas agroindústrias, aliado aos investimentos que a administração municipal tem feito e tem o objetivo de expandir, contribuirão para que este setor se torne ainda mais expressivo na região. “5% é uma meta muito ousada, é um desafio assumido junto aos nossos munícipes e que nos faz todos os dias querer trabalhar mais e estar mais próximo ao nosso produtor rural, procurando atender todas as suas necessidades”, frisa.

Cocal do Sul tem estimulado a implantação de diversos projetos no setor agrícola e firmado parcerias com a Epagri e Cidasc e dessa forma os trabalhadores rurais estão usufruindo de programas como Porteira a dentro, Análise de solo, aquisição de calcário (produtor paga apenas 50% do valor do frete), distribuição de sementes como aveia, azevém, milho, feijão e kits forrageira.

Macari faz projeções positivas para o setor. “Nós temos o objetivo de incentivar a piscicultura e apicultura, além das novas agroindústrias; estamos buscando pareceria com universidades para cada vez mais capacitar nossos produtores e pretendemos também renovar toda nossa patrulhas mecanizada”, conclui.

Continue Lendo

Agronegócio

Feira da Agricultura Familiar volta presencial com variedade de produtos, sorteio e musica

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Feira da Agricultura Familiar de Criciúma permite aos agricultares da região ofertar produtos diretamente aos clientes, e pela primeira vez em mais de um ano ela será presencial. A feira livre ocorrerá nesta quinta (8), em frente ao Paço Municipal Marcos Rovaris, das 8h30 às 16h. Na ocasião haverá a apresentação da orquestra de metais do Bairro da Juventude, além dos sorteios de uma cesta de produtos e kit de churrasco.

O gerente de Agricultura e Negócios de Criciúma, Vanderlei Zilli, explicou a participação do poder público na organização da feira livre. “Somos responsáveis pela logística, disponibilizando o lugar, as tendas e mesas. Além disso, ajudamos os feirantes no que mais precisarem”. Os pagamentos poderão ser feitos em dinheiro ou cartão de crédito, e a recomendação é levar a própria sacola ecológica. De acordo com Zilli, medidas sanitárias como uso de álcool gel, máscaras, distanciamento, e controle do fluxo de pessoas serão seguidas.

O feirante Pedro Henrique Giassi comemorou a volta ao modelo tradicional, “é como ofertamos direto ao consumidor os produtos da nossa agricultura familiar. É muito importante para nós pois nesse ambiente há a troca de informações entre a prefeitura, a Epagri e os agricultores, sempre buscando melhorias para esse comércio”.

Como participar do sorteio

A cada R$15 reais em compras, os clientes receberão um cupom para concorrer aos brindes. Realizado no fim do evento, o sorteio será transmitido no instagram @agricultura.familiar.criciuma. A feira é uma iniciativa da Gerência de Agricultura e Negócio, em parceria com a Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de SC), e com agricultores locais.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com