Conecte-se conosco

Economia

Consumidor vai iniciar 2022 pagando mais caro pelo Gás Natural

Publicado

em

Ouça esta matéria

Consumidores de Gás Natural vão começar 2022 pagando mais caro pelo produto em Santa Catarina. O reajuste médio será de 45%. O pedido já foi feito pela SC Gás e aprovado pela Aresc, a Agência Reguladora do Estado. Para o Gás Natural Veicular, usado por muitos motoristas para fugirem do preço alto da gasolina, o reajuste será de 42%.

O gerente de suprimento de Gás da SC Gás, Marcos Totteni, esclarece que a empresa levou em conta a oscilação do mercado internacional e o modelo de contrato entre a empresa e a Petrobras. Em nota publicada em seu site a SC Gás também justificou a decisão de reajuste

A SCGÁS informa que as tarifas de gás natural praticadas aos diferentes segmentos de mercado são reguladas e homologadas por agente regulador. A precificação atende aos dispositivos estabelecidos no contrato de concessão da distribuidora, que dá legalidade à operação do serviço no território catarinense e promove reajustes dos custos semestralmente, em janeiro e julho. 

reajuste de janeiro de 2022, recentemente anunciado pela ARESC (Agência Reguladora dos Serviços Públicos de Santa Catarina), foi afetado pela variação do preço do custo do gás e seu transporte. Houve forte oscilação do preço do petróleo tipo Brent e estabilização do câmbio (dólar) em patamar alto nos últimos períodos.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Governo de Criciúma estuda implantação de Escritório de Projetos

Publicado

em

Ouça esta matéria

A gestão de projetos do Governo Municipal de Criciúma pode ficar ainda mais eficiente. Em uma reunião na sede da Polícia Civil de Santa Catarina, em Florianópolis, na tarde dessa terça-feira (28), um grupo de trabalho de Criciúma conheceu o modelo do Escritório de Gestão de Projetos de Santa Catarina (EPROJ). Na reunião, o secretário-geral, Vagner Espíndola, o diretor de Tecnologia da Informação, Tiago Pavan, e a engenheira da Secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, Kátia Smielevski, além de outros integrantes do Governo Municipal, foram recepcionados pelo delegado Gustavo Madeira, Gerente de Planejamento e Avaliação da Polícia Civil.

“Estamos com um grande número de projetos encaminhados para saírem do papel nos próximos anos e, por isso, é importante pensarmos na gestão, para que o planejamento seja feito da melhor forma possível, de maneira a otimizar o trabalho das secretarias e reduzir possíveis falhas nos processos”, ressaltou o secretário-geral Vagner Espíndola. Segundo ele, o Governo do Município estuda a implantação de um escritório de projetos semelhante, em Criciúma.

“Foi uma reunião muito produtiva, onde conhecemos os detalhes da organização e pudemos vislumbrar a possibilidade de implantação no município”, concluiu.

Continue Lendo

Comércio

Com vendas aquecidas pós natal, CDL de Criciúma prepara a Mega 2022

Publicado

em

Ouça esta matéria

O período mais aguardado do ano pelos lojistas chegou, e chegou fazendo jus às expectativas. De acordo com informações divulgadas pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL) de Santa Catarina, o crescimento nas vendas de Natal em 2021 no Estado, comparado ao ano anterior, foi de 5,57%. O resultado, de acordo com a pesquisa, é reflexo da vacinação da população.

De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma, Tiago Marangoni, a movimentação no comércio criciumense foi boa durante todo o mês de dezembro. “Vimos muitas famílias nas ruas, pessoas saindo de casa com mais tranquilidade. Nossa percepção sobre o período é de que ele foi, realmente, um divisor de águas para a retomada da economia. Muitos lojistas ainda estão se recuperando da crise e o Natal deu um fôlego novo para o setor”, diz ele, ao lembrar: “e agora, na última semana do ano, com as trocas de presente, temos a possibilidade de fazer novos negócios, trabalhar o pós-venda e, quem sabe, vender ainda mais”, pontua.

Ainda conforme levantamento da FCDL, os produtos mais procurados no período continuaram sendo as peças de roupas e calçados, brinquedos e eletrônicos. O tíquete médio no Estado ficou na casa dos R$ 198.

Paralelo a isso, em Criciúma quase 120 mil cupons da promoção “Presentão de Natal” foram distribuídos entre os consumidores que compraram nas lojas participantes. “Até o momento, cerca de R$ 20 milhões circularam nos estabelecimentos que fizeram parte da ação. Um número considerável, que faz a economia do município girar”, diz Marangoni, ao complementar: “pelos dados que temos levantados até agora, o período foi bastante satisfatório. Depois de um Natal como o de 2020, esse veio para fortalecer nosso comércio e as esperanças de dias cada vez melhores”.  

Mega está confirmada

Passado o período de vendas para o Natal, a CDL de Criciúma já trabalha nos ajustes para começar o ano com mais uma edição da Megaliquidação. A promoção que é um case de sucesso há mais de duas décadas deve ser realizada entre o final de janeiro e o início de fevereiro. “A Mega vai ser realizada. É uma promoção importante, consolidada e que garante aos lojistas um fôlego importante para os lojistas no início do ano. Já estamos trabalhando nela”, explica o presidente da CDL

Continue Lendo

Economia

Inflação sobre os alimentos é a que mais impacta população do Sul

Publicado

em

Ouça esta matéria

A recente alta da inflação impacta a alimentação e o consumo diário para 67% da população da região Sul neste final de 2021. Os dados são da mais recente pesquisa Radar Febraban sobre a economia e o consumo, que entrevistou três mil pessoas em âmbito nacional.

Abastecer o tanque também está pesando no bolso. A segunda maior preocupação da população do Sul sobre a inflação neste final do ano é a alta do preço dos combustíveis (55%). É a região que mais citou a apreensão com a elevação desses custos (a média nacional de preocupação com a alta de combustíveis é de 42%).

O levantamento foi realizado no período de 19 a 27 de novembro.

Indagados sobre o que fariam com eventuais sobras do orçamento, os entrevistados responderam que preferem investir em imóveis (34%) ou reformar a casa (21%).

“A pesquisa mostra que a inflação volta a ter um peso relevante na opinião pública, à medida que afeta diretamente na compra e na qualidade de vida da população. Por outro lado, sugere também que o desejo dos consumidores é por investimentos considerados conservadores”, aponta o cientista político e sociólogo Antonio Lavareda, presidente do Conselho Científico do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), responsável pela pesquisa.

PIX lidera entre os jovens

O uso do PIX caiu no gosto da população. Desde a sua implantação, há um ano, a aprovação dessa modalidade eletrônica de pagamentos e transferências financeiras atingiu 84% na região Sul.

Cerca de 64% das pessoas usam o PIX, e a ferramenta oferecida pelos bancos é a considerada a mais segura do mercado por 36% dos usuários. A percepção sobre a segurança do PIX por meio dos bancos leva vantagem sobre a das fintechs (13%).

Os números indicam que a média de utilização e aprovação do PIX no Sul é ligeiramente inferior à média do Brasil.

Em nível nacional, a pesquisa revela que a aprovação do PIX subiu nos últimos meses: passou de 76%, no início das operações, para 85%, e já tem a adesão de 71% dos brasileiros.

Entre os jovens de 18 a 24 anos, a aprovação ao PIX alcança quase a totalidade dos respondentes (99%).

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com