Conecte-se conosco

Economia

Siderópolis trabalha para viabilizar implantação de agroindústria de mel no município

Publicado

em

Ouça esta matéria

Com o intuito de apoiar a iniciativa de dois produtores do município, a equipe da secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Siderópolis viabilizou um encontro técnico na capital brasileira do mel, Içara, na empresa Apis Mellifera. A visita permitiu que os empreendedores pudessem conhecer o processo de beneficiamento do mel, e a partir disso adequar às instalações onde processam o alimento para poder dar início ao trâmite de adesão ao Serviço de Inspeção Municipal (SIM), a fim de tirar da informalidade o mel produzido na propriedade.

De acordo com um dos idealizadores do projeto, Valdinei Rizzatti, o beneficiamento do mel era uma atividade presente nas gerações anteriores da família, que foi perdida com o passar do tempo, e há 8 anos vem sendo resgatada em sua propriedade. Diante do sucesso no recomeço com a apicultura a família resolveu apostar no mel, novamente. “Solicitamos a visita para entender melhor o processo de beneficiamento do mel, para conhecer como funciona a logística, armazenamento, fluxograma dentro da agroindústria para adequar a nossa produção”, explicou.

Atualmente Rizzatti e o cunhado, Benjamin Thomazi, são sócios e trabalham juntos em uma propriedade situada na Comunidade de São Martinho Alto, interior de Siderópolis. Em média, eles conseguem colher cerca de duas toneladas/ano de mel e esperam conquistar o mercado consumidor com a formalização do negócio. “Contamos, também, com o apoio da Epagri, agora nosso objetivo é sair da informalidade para conseguir abrir mercado”, detalha Rizzatti.

Conforme o médico veterinário, Elvys Steinheuser, responsável pelo Serviço de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal de Siderópolis, que acompanhou os agricultores no encontro, a visita é uma alternativa muito interessante, no ponto de vista da troca de experiências. “A empresa visitada já tem 40 anos de atuação, é uma oportunidade única, para entender o funcionamento e fazer todas as adequações. Dessa forma, agilizamos o processo de legalização da empresa”, esclarece.

A partir do encontro, os empreendedores já identificaram que precisam fazer adequações no pavilhão, que já iniciaram a construção. Na estrutura serão investidos cerca de 50 mil reais. A expectativa é de que a agroindústria possa estar operando ainda em 2021 e, dependendo do andamento, os agricultores até pensam em ampliar a produção através do cooperativismo ou associativismo.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Guedes anuncia antecipação de 13º de beneficiários do INSS

Publicado

em

Ouça esta matéria

Pelo segundo ano consecutivo, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) receberão o décimo terceiro salário de forma antecipada, disse há pouco o ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo o ministro, a medida só vai ocorrer depois da aprovação do Orçamento Geral da União deste ano.

“O abono salarial já foi antecipado. Agora, assim que aprovar o orçamento, vai ser antecipado o décimo terceiro justamente dos mais frágeis, dos mais idosos, como fizemos da outra vez”, disse o ministro. No ano passado, os beneficiários do INSS tiveram o décimo terceiro antecipado para abril como medida de ajuda à população mais afetada pela pandemia de covid-19.

O ministro deu a declaração após reunião com o deputado Daniel Freitas (PSL-SC), relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) Emergencial na Câmara dos Deputados. Aprovado ontem (5) em segundo turno pelo Senado, o texto foi encaminhado para a Câmara, onde deve ser votado na próxima semana.

Guedes também anunciou que pretende reeditar o programa de suspensão de contratos e de redução de jornada (com redução proporcional de salários) que vigorou no ano passado. “O BEm, que é o programa de preservação de empregos, já estão sendo disparadas as novas bases. Então, tem mais coisa vindo por aí”, acrescentou Guedes.

Chamado de Benefício Emergencial (BEm), o programa prevê que o trabalhador com contrato suspenso ou jornada reduzida receba a parcela do seguro-desemprego a que teria direito se fosse demitido em troca do corte no salário. Em troca, o empregador não pode demitir o trabalhador após o fim da ajuda pelo tempo em que o trabalhador recebeu o BEm.

acinação

Guedes voltou a defender a vacinação em massa como a principal medida para salvar a economia e não respondeu a perguntas sobre uma eventual ampliação do Bolsa Família.

“O grande desafio é a vacinação em massa. Na saúde, nós precisamos avançar rapidamente para não derrubar a economia brasileira de novo. Além da dimensão humana, das tragédias, das famílias, tem o perigo de derrubar a economia de novo e aí você agudiza todo o problema brasileiro”, declarou. “Agora é saúde, vacinação em massa, não vamos falar de Bolsa Família agora.”

PEC Emergencial

Em relação à PEC Emergencial, o deputado Daniel Freitas disse que não pretende alterar o texto aprovado pelo Senado para acelerar a tramitação da proposta. Ele afirmou que apresentará uma minuta do relatório na próxima segunda-feira (8).

“O Brasil tem pressa, a urgência dessa matéria é evidente e precisamos dar celeridade no processo. Qualquer alteração na PEC faz o Brasil atrasar, portanto, vamos discutir e conversar e tentar acelerar o mais rápido possível a aprovação dessa PEC”, comentou o relator da proposta na Câmara.

Continue Lendo

Economia

Setor cerâmico de Criciúma pode ter exportação facilitada

Publicado

em

Ouça esta matéria

A pedido da indústria cerâmica da região, o Plano de Desenvolvimento Econômico (Pedem) de Criciúma organizou uma reunião on-line nesta sexta-feira (5) com os representantes do Porto de Imbituba, da prefeitura e do segmento ceramista para discutir a possibilidade de exportação de cargas do setor e também transporte para outras regiões do Brasil. Esse foi o segundo encontro promovido pelo projeto, de iniciativa e fomento do poder público municipal, para atender demandas da indústria cerâmica. O primeiro ocorreu em dezembro e solicitou a disponibilização de mais gás natural para a região, junto à Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGás).

“Estamos empenhados em solucionar todas as dores do setor cerâmico e outros cinco eixos. Por isso, estamos estudando e escutando todas as demandas e buscando atendê-las, porque o Governo de Criciúma quer administrar juntos aos empresários e fazer o município crescer ainda mais e de maneira sustentável”, explicou o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Criciúma, Aldinei Potelecki.

Na próxima segunda-feira (8), uma nova reunião será realizada com representantes da Prefeitura de Criciúma, Sindicato das Indústrias de Cerâmica (Sindiceram), Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e outras instituições. Na pauta, está previsto o levantamento de volume de carga de exportação da região, pedido solicitado pelo Porto de Imbituba, para dar continuidade nas tratativas.

Pedem

O plano visa estudar, planejar e desenvolver seis eixos da cidade: cerâmica, moda, comércio, tecnologia, construção civil e educação, este último transversal, ou seja, perpassa todos os outros. O objetivo é analisar cada segmento para garantir o desenvolvimento econômico, ecológico e social do município.

Continue Lendo

Agronegócio

Morro da Fumaça amplia convênio com cooperativa de agricultores familiares

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Governo de Morro da Fumaça renovou o convênio com a Cooperativa da Agricultura Familiar Fumacense para 2021. O documento foi assinado pelo prefeito Noi Coral e pelo presidente da entidade, Antonio Nascimento de Oliveira, em ato realizado na manhã desta quarta-feira, dia 3, e  que também contou com a presença da diretora de Serviços Rurais, Patrícia Coral.

Além de renovar o convênio, o Município ampliou o valor repassado. “Os produtores rurais de Morro da Fumaça merecem todo o apoio do Poder Público Municipal e esta é mais uma ação entre tantas outras que realizamos em reconhecimento ao trabalho desempenhado por eles e que tanto contribui com a nossa cidade”, fala o prefeito.

Conforme a diretora de Serviços Rurais, Patrícia Coral, a iniciativa possibilita o auxílio aos agricultores. “É um estímulo que ajuda a deixar as coisas mais organizadas, pois contribui nos pagamentos administrativos, contador, médico veterinário que vai atuar como responsável técnico para as agroindústrias que busca a regularização no Serviço de Inspeção Municipal, entre outras coisas”, diz.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com