Conecte-se conosco

Geral

Autorizada licitação para duplicar a SC 108

Publicado

em

Ouça esta matéria

Governador Carlos Moisés autorizou em um ato realizado neste sábado em Tubarão o lançamento do edital de licitação para a duplicação da SC-108, incluindo o contorno de Cocal do Sul, no trecho entre Criciúma e Urussanga. Os valores para essa obra são de R$ 225,6 milhões. 

“Estamos tirando sonhos antigos das gavetas. Hoje é resultado de parcerias.  Estamos investindo nas cidades, para as pessoas. E não é só asfalto, há muitas outras coisas boas acontecendo. Os investimentos no Sul passam de R$ 1 bilhão. Não é mais esquecida, é uma região que está no radar do governo, assim como todas as outras”, disse Carlos Moisés.

O projeto da SC 108 compreende 16,4 km de rodovia que receberão as melhorias, contando os trechos a serem duplicados entre Urussanga e Criciúma, e a obra do contorno viário de Cocal do Sul, que desviará do centro da cidade o trânsito intenso. As obras serão executadas do entroncamento com a SC-445, em Urussanga, em direção a Criciúma, fazendo o contorno Leste de Cocal do Sul (implantação) e finalizando na chegada de Criciúma.

O prefeito de Cocal do Sul, Fernando de Fáveri, destacou que diariamente são mais de 22 mil veículos trafegando na rodovia. “O desenvolvimento de uma cidade passa pela abertura de novas estradas. Essas obras que serão oportunizadas significam avanço e crescimento. A obra vai ter a cada três meses uma recomposição de preços sempre que houver necessidade”

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Governo de Cocal do Sul promove ações para a Semana do Meio Ambiente

Publicado

em

Ouça esta matéria

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no próximo dia 5, o Governo de Cocal do Sul e a Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundac), em parceria com diversas entidades, irão realizar múltiplas ações visando reforçar a conscientização ambiental, a partir de amanhã.

“A principal importância dessas ações é disseminar a questão ambiental, promover a educação ambiental e sustentabilidade e cada dia da semana terá sua finalidade, sendo o último dia uma conscientização da população em geral”, comenta a diretora da Fundac, Karla Pezente. As ações iniciam amanhã e seguem nos dias 9 e 10 de junho. As duas últimas datas tiveram de ser adiadas devido a previsão de chuva para esta semana.

Diversas entidades estarão juntas em prol do meio ambiente falando sobre diversos temas que norteiam a questão ambiental, que vai desde a economia de água e energia à preservação do meio ambiente.

Confira a programação:

Com o objetivo de incentivar a prática de compostagem nos lares do município e assim reduzir a quantidade de lixo enviado ao aterro sanitário, nesta quarta-feira (1) acontece o Workshop sobre compostagem doméstica, em parceria com a Coopercocal. A oficina é voltada para os grupos de mães, idosos, mulheres artesãs e professores de ciências da rede municipal de educação.

No dia 9, vai acontecer um Workshop sobre meio ambiente e sustentabilidade, voltado aos alunos do SESC Comunidade Cocal, seguido com a arborização do espaço com mudas de árvores nativas da Mata Atlântica.

Já no dia 10, será realizado na Praça da Igreja matriz o evento “Meio Ambiente na Praça”, aberto ao público, das 8h30 às 12h. A ação irá contar com a Fundac, Samae, Secretaria de Educação, Coopercocal, Epagri, CDL, Cirsures, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Urussanga, Grupo Escoteiro e Mulheres Artesãs.

Também haverá distribuição de mudas de árvores nativas, frutíferas, flores, temperos e chás, e ainda serão coletados resíduos eletroeletrônicos e abordados diversos temas como reciclagem, economia de água e energia, hortas domésticas, preservação dos mananciais de água, entre outros.

Continue Lendo

Geral

Covid-19: Criciúma inicia aplicação de dose de reforço em adolescentes

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Secretaria Municipal de Saúde de Criciúma iniciou nesta segunda-feira (30) a aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19 em adolescentes. A ampliação da imunização segue nota técnica do Ministério da Saúde e as vacinas já estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) com sala de vacina. “A aplicação desta dose de reforço pode ser feita após um intervalo de quatro meses após o recebimento da segunda dose. Imunização que é importante para manter baixos os índices da doença e evitar casos de maior gravidade”, reforçou o secretário de Saúde do Município, Arleu da Silveira.

Com a ampliação, adolescentes de 12 a 17 anos já podem receber a terceira dose, desde que respeitando o intervalo. “Para saber se já está na hora de receber uma nova dose, basta acessar a calculadora do portal Minha Vacina”, explicou o secretário. A plataforma pode ser acessada pelo minhavacina.criciuma.sc.gov.br.

O gerente de Vigilância em Saúde de Criciúma, Samuel Bucco, ressalta que o reforço da imunização é essencial no enfrentamento ao vírus. “Sabemos que, a partir de quatro meses, o efeito do imunizante tende a diminuir, reduzindo mais significativamente a partir de cinco meses. Por isso, para mantermos o cenário estável, e seguir com a redução no número de casos e internações, as pessoas devem continuar procurando os postos para se imunizar”, destacou.

Para se vacinar, o adolescente precisa ir até uma unidade, acompanhado de um responsável, e apresentar cartão nacional do SUS.

Continue Lendo

Geral

Santa Catarina tem caso suspeito da Varíola dos Macacos

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina confirmou em nota que foi notificado um caso suspeito de Monkeypox. O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Santa Catarina (CIEVS/SC) recebeu a notificação na última sexta-feira.

O caso trata-se de uma mulher de 27 anos, residente em Dionísio Cerqueira com registro de internação hospitalar. A paciente iniciou os sintomas em 24 de maio, com o aparecimento de erupções cutâneas agudas do tipo papulovesicular em diferentes regiões do corpo, que foram acompanhadas de disfagia, mialgia, astenia, febre e linfonodomegalia. Atualmente, aguarda resultados de exames laboratoriais para outras doenças e segue em monitoramento pela vigilância municipal.

A investigação está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, Laboratório Central de Santa Catarina (LACEN/SC) com apoio do Ministério da Saúde. Até o momento, não há confirmação de nenhum caso no estado.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2022 sulnoticias.com