Conecte-se conosco

Geral

Campanha busca recursos para tratamento de jovem de São Ludgero

Publicado

em

Ouça esta matéria

O menino Samuel Ribeiro Arent, de São Ludgero, segue lutando com muita força e fé contra um câncer do tipo linfoma não-Hodgkin. Apesar de ter que trocar as brincadeiras de criança por remédios e hospitais, o sorriso no rosto permanece. E a certeza da vitória contra o câncer é inabalável. Sua força inspira a família, que se prepara para uma nova etapa do tratamento contra a doença.

Depois de realizar um autotransplante de medula óssea, o câncer reincidiu. Diante do quadro clínico, Samuel passou por mais sessões de quimioterapia e agora passará por um transplante de medula óssea. Felizmente, a família recebeu a notícia que dois doadores são compatíveis com o menino, uma nacional de 25 anos e um doador internacional de 58 anos.

A expectativa é que de o procedimento seja realizado entre o fim deste mês e o início do próximo no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba-PR. “O transplante seria realizado em Porto Alegre, mas o Samuel era o vigésimo terceiro da fila, o que poderia levar até 11 meses de espera. A equipe médica do Hospital Infantil Joana de Gusmão enviou um pedido de urgência para o Hospital Pequeno Príncipe, que entendeu a gravidade e aceitou o caso do Samuel”, explica o pai do menino,  Everson Arent. Ele passará por uma consulta para avaliação física no próximo dia 13, em Curitiba.

A força do sorriso 

A família acredita no sucesso do procedimento para a cura de Samuel, de apenas 13 anos. Mesmo com a difícil rotina dos tratamentos já enfrentados, nunca perdeu a esperança. E a base dessa força é o sorriso e a fé do menino. “Meu filho nunca se entregou, jamais perdeu a esperança. Nunca teve medo de morrer porque acredita na sua cura. Essa coragem nos dá ainda mais força para enfrentar qualquer obstáculo”, declara Everson.

Para a próxima etapa do tratamento, além da contribuição da medicina, a família precisa da solidariedade das pessoas.

Juntos por Samuel 

Everson explica que o Sistema Único de Saúde vai custear o transplante, mas a família terá despesas extras. “O Samuel e a minha esposa precisarão ficar em Curitiba por até seis meses. Depois de receber alta, é preciso que permaneça na cidade, de preferência perto do hospital para um atendimento rápido em qualquer tipo de intercorrência. Então, teremos despesas com aluguel, energia, condomínio, os cuidados de higiene necessários com roupas e objetos após o procedimento e também, às vezes, acontece de faltar algum medicamento fornecido pelo SUS”, detalha. “Infelizmente não conseguiremos nos manter lá sem apoio financeiro”, acrescenta.

O pai de Samuel esclarece que há uma pequena reserva de uma rifa que foi realizada em prol do menino, mas a quantia é insuficiente. “Ainda tem, mas é pouquíssimo. Já recebemos também ajudas de outras formas, que foi tudo investido no tratamento, assim como meu FGTS.  Realizamos exames que não havia como esperar pelo SUS, assim como a compra de alguns medicamentos. Tivemos momentos de urgência, em que não tínhamos como esperar por um veículo da prefeitura para levar ele até Florianópolis. São situações que geram despesas”.

As pessoas que se solidarizarem a história de Samuel podem ajudar por meio de depósito ou transferência bancária. No Banco do Brasil a agência é 3692-7, conta poupança 5367-8, variação 51. Na Caixa Econômica Federal a agência é 1070, conta corrente 21294-9, operação 001. A titularidade de ambas as contas é do pai do menino, Everson Martins Arent.

Quem desejar, também pode levar qualquer tipo de doação até a casa da família. O telefone de contato é o (48) 99918-6498.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Criciúma registra mais quatro morte por Coronavírus

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Vigilância Epidemiológica de Criciúma confirmou neste sábado mais quatro mortes em decorrência do novo coronavírus. Agora são 552 mortes desde o início da pandemia. A cidade tem ainda outros 996 casos ativos e 197 pessoas internadas.

As mortes confirmadas hoje são de quatro homens. Eles tinham 47, 51, 52 e 61, anos. Também foi confirmada a morte de uma mulher de 55 anos.

Continue Lendo

Geral

Prefeito de Siderópolis recebe primeira dose contra a Covid-19

Publicado

em

Ouça esta matéria

Aos 47 anos, o prefeito de Siderópolis Franqui Salvaro recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19.. O município iniciou neste sábado, dia 19, a imunização das pessoas acima de 45 anos sem comorbidades.

“Gratidão, esperança e emoção, foi o que senti neste momento, ao ter a oportunidade de receber a vacina. A caminho da UBS fui imaginando os meus familiares, amigos e todos que partiram e não tiveram a mesma oportunidade de proteger-se deste vírus cruel”, disse o prefeito. 

“Também quero agradecer os profissionais da Unidade de Saúde da Vila São Jorge, onde recebi a dose e a todos os profissionais desta área que seguem trabalhando sem medir esforços para a imunização de todos”, concluiu. 

Continue Lendo

Geral

Treviso adota novas restrições de prevenção e enfrentamento à pandemia de Covid-19

Publicado

em

Ouça esta matéria

Diante do aumento de casos de Covid-19 em Treviso e da possibilidade de uma terceira onda da doença no país, a Administração Municipal publicou na manhã desta sexta-feira, dia 18, o decreto nº 328/2021 com novas medidas de enfrentamento à pandemia. As normas foram definidas pela Comissão Integrada de Avaliação e Monitoramento da Covid-19 e têm validade até 2 de julho.

Entre as medidas, o decreto prevê o uso obrigatório de máscara, inclusive ao ar livre, proibição de aglomeração, novas regras para estabelecimentos comerciais e as penalidades em casos de descumprimento.

Orientações aos comerciantes

Ao longo do dia, as equipes da Vigilância Sanitária e Epidemiológica orientaram os comerciantes sobre as novas regras previstas no decreto Municipal e Estadual.

Fiscalização e denúncias

As determinações estabelecidas nos decretos podem ser fiscalizadas pelo Município, através da Vigilância Sanitária, agentes de Defesa Civil e agentes de Fiscalização Municipal e Estadual.

As denúncias podem ser realizadas através do disque 190 da Polícia Militar, para a Defesa Civil no telefone 99645-8615 ou à Vigilância Sanitária nos números 3469-0150 e 3469-0500.

Secretaria reforça a necessidade da vacinação

A vacina é uma ferramenta importante para conter a pandemia, no entanto, a Secretaria de Saúde alerta para a baixa procura pelo imunizante. “Só a imunização e o cuidados podem amenizar a situação que estamos vivendo. Pedimos que cada um faça a sua parte”, comentou a secretária Luciane Possoli.

A secretária ainda frisa que todas as vacinas são eficazes contra o Coronavírus. “Se a pessoa tem a oportunidade, deve se vacinar. Todas as vacinas auxiliam na diminuição da circulação do vírus e do agravamento dos sintomas da Covid-19”, explicou.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com