Conecte-se conosco

Geral

Campanha de vacinação contra a poliomielite começa segunda-feira

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite começa nesta segunda-feira e vai até o dia nove de setembro. Em todo o país, crianças com mais de seis meses de vida e com menos de cinco anos de idade devem ir até um posto de saúde tomar gotinhas de uma doença que corre o risco de voltar.

Conhecida como paralisia infantil ou poliomielite, ela foi erradicada do Brasil em 1989. Mas em fevereiro deste ano, um surto do vírus foi identificado no Malawi, na África, continente que não registrava nenhum caso desde 1992.

E o que preocupa profissionais de saúde e gestores no Brasil é a baixa procura pela vacina, que é tomada em três doses, segundo o Programa Nacional de Imunizações.

Após dez anos de a vacina estar disponível no SUS, o número de imunizados vem caindo. A taxa brasileira está abaixo do parâmetro exigido pela Organização Mundial da Saúde, de 95% do público-alvo. 

Nenhum estado aqui no Brasil atingiu essa meta da Onu. No sul do país, por exemplo, que é a região com maior índice de vacinados, apenas 79% do público alvo está imunizado, enquanto no Norte, os estados atingiram apenas 61% deste público.

No estado do Amazonas, a cobertura vacinal foi de apenas 68%, como relata a enfermeira do Departamento de Vigilância Epidemiológica do Amazonas, Angela Desirée: “O estado nos últimos quatro anos não alcançou a cobertura vacinal preconizada pelo Ministério da Saúde que era uma cobertura de 95%. O estado vem apresentando um cenário de alto risco para a introdução da doença.”

De acordo com o calendário de vacinação do Sistema Único de Saúde, a vacina deve ser aplicada, em forma de injeção, em bebês aos dois, quatro e seis meses de vida. Após esse período, as crianças devem receber as doses de reforço que são oferecidas durante as campanhas em forma de gotinhas.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Campanha de vacinação contra Poliomielite e Multivacinação inicia nesta segunda

Publicado

em

Ouça esta matéria

Criciúma dá início, na próxima segunda-feira (8), à Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação. A aplicação das doses ocorrerá em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), que possuem salas de vacina. No dia 20 de agosto será realizado o dia D de mobilização nacional. A campanha seguirá até o dia 9 de setembro.

“É uma ação desencadeada pelo Ministério da Saúde que busca reduzir o risco de reintrodução do vírus da pólio no país, além de aumentar a cobertura vacinal para todas as vacinas recomendas pelo Plano Nacional de Imunização e atualizar as carteiras de vacinação de crianças e adolescentes”, ressalta o secretário Municipal de Saúde, Arleu da Silveira.

O público-alvo contra a Poliomielite são as crianças menores de 5 anos de idade. As crianças menores de 1 ano receberão a dose que estiver em atraso ou a vacina prevista na rotina. Já as crianças de 1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias devem receber uma dose extra da vacina pólio oral (gotinha), desde que já tenham recebido 3 doses da vacina inativada contra pólio (VIP). A meta é vacinar pelo menos 95% dessa população. Em Criciúma, são 13.964 pessoas nessa faixa etária.

Para a multivacinação, o público-alvo são crianças e adolescentes de 2 meses a 14 anos, 11 meses e 29 dias. A estratégia é atualizar a caderneta de vacinação dos menores de 15 anos de idade, conforme situação vacinal encontrada e de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação. Em Criciúma, há 37.780 crianças e adolescentes que fazem parte dessa faixa etária.

Continue Lendo

Geral

Unesc inicia pós-graduação em Acupuntura

Publicado

em

Ouça esta matéria

Shirley Oliveira atua como enfermeira há 19 anos e sempre se sentiu atraída pelas práticas integrativas. Agora, ela ganhou a chance de ingressar em uma pós-graduação que contribuirá com o seu aprendizado sobre o tema.

Neste sábado (06/08), por volta das 8h, ela já ocupava uma das cadeiras da sala 1, no Bloco O, onde, com mais 35 colegas, iniciou a especialização em Acupuntura. “Sempre tive vontade de fazer, só que estava difícil para encontrar aqui na região, por isso fiquei muito feliz que iniciou na Unesc. Gosto bastante de outras alternativas, além das medicamentosas, gosto da parte fitoterápica, da auriculoterapia“, cita Shirley que revela, ainda, a vontade de atuar na área após concluir os dois anos de curso. “Quero sair daqui preparada para auxiliar as pessoas e mostrar a elas os benefícios das terapias alternativas, contribuindo para a saúde e o bem-estar dos pacientes”, enfatiza.

Esta é a única pós-graduação em Acupuntura entre Florianópolis e Porto Alegre, sendo um grande diferencial para o aperfeiçoamento dos profissionais de saúde da região. “É uma pós-graduação que conta com toda a estrutura e tradição da nossa Unesc, além dos professores altamente capacitados do CIEPH, uma instituição que está no mercado há mais de 30 anos”, destaca a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta.

Parceria

O CIEPH citado por Luciane é o Centro Integrado de Estudos e Pesquisas do Homem, que tem sede em Florianópolis. A procura de um alto número de pessoas do Sul do estado deu origem à possibilidade da parceria. Com a turma formada deu-se início às aulas, que irão ocorrer uma vez por mês, sempre aos fins de semana. 

“A pós-graduação em Acupuntura, em parceria com o CIEPH, é extremamente importante e necessária porque, assim como temos a medicina, temos a terapia homeopática, onde entram as terapias integrativas e a acupuntura uma delas. As pessoas ainda conhecem pouco desta área. Algo importante nesta parceria para os alunos da pós-graduação é a possibilidade de fazer intercâmbio na China, para conhecer de perto o nascedouro desta prática. Destacamos ainda todo o empenho da nossa reitora Luciane Bisognin Ceretta para que o curso fosse viabilizado”, conta a coordenadora de pós-graduação da Universidade, Mágada Tessmann. 

Os professores do curso são os mesmos que lecionam em Florianópolis e possuem vasta experiência na área. “Com certeza a chancela da Unesc fará muita diferença na formação, até porque os professores são altamente qualificados, gabaritados e poderão trazer as suas experiências pessoais para este curso”, reforça Mágada.

Intercâmbio no berço da Acupuntura

Mais que aprender a teoria e a prática da Acupuntura na Unesc, os alunos interessados terão a oportunidade de fazer um intercâmbio na China, onde a técnica nasceu. 

Conforme o diretor-geral do CIEPH e coordenador-geral do curso, Marcelo Fábio Oliva, não há como falar sobre Acupuntura sem citar o país da Ásia Oriental. “Precisamos falar da medicina tradicional chinesa que possui uma forma de compreender e analisar o ser humano a partir de pressupostos energéticos diferentes dos nossos pressupostos bioquímicos. A Acupuntura, por meio da aplicação de agulhas em determinadas áreas, regiões e pontos do corpo, pretende liberar, fortalecer ou dispersar pontos, órgãos e sistemas que estão em desequilíbrio nas pessoas. O que fazemos é trabalhar com uma energia chamada de ‘chi’ na medicina chinesa e, a partir deste estudo, da forma como ela circula, o que fazemos é reorganizar o organismo para que ele se cure sozinho”, explica.

O CIEPH chegou à Unesc por meio da professora da área da Saúde da Universidade, Flávia Rigo, que foi uma das alunas da pós-graduação, na Capital do estado. “Eu possuía muitos colegas que relatavam a dificuldade de ir até Florianópolis, então vi a possibilidade de trazer para a Unesc, pensando na parceria por toda a estrutura da Universidade e o conhecimento do CIEPH”, diz a professora.

Marcelo relata que viu com bons olhos quando Flávia falou em trazer o curso para Criciúma. “Temos muitos alunos do Sul do estado que vão para Florianópolis e isso ajudaria muito. Fazendo a parceria com a Unesc, poderíamos estender o nosso trabalho para uma instituição tão respeitada como a Universidade. Vínhamos trabalhando nesta situação até bater o martelo e como já tínhamos lista de espera foi relativamente fácil iniciar. A ideia é que esta parceria se estenda para mais anos e com mais turmas, de forma que depois a Unesc possa dar continuidade com os seus próprios professores”, ressalta.

Bolsas de estudo com descontos de até 100%

Ainda é possível garantir uma vaga nos diferentes níveis de ensino da Unesc. Os descontos para os ingressantes são de até 100% nas mensalidades.

A Universidade conta com 57 cursos de graduação e 50 cursos de pós-graduação, sendo 38 especializações, sete mestrados e cinco doutorados, além da Unesc Tec, a Escola Técnica que leva ensino técnico de qualidade e baseado nas demandas do mercado regional.

Entre os programas estão o Desconto Volte a Estudar com 25% de desconto durante todo o curso aos acadêmicos da Unesc e 20% para acadêmicos de outras instituições e que estejam evadidos há mais de dois semestres; o Desconto Transferência Externa com 20% de desconto nas mensalidades durante todo o curso; o Desconto 2ª Graduação/Habilitação que poderá ser concedido 25% durante todo o curso se for segunda graduação ou habilitação; e o Desconto Egressos com 30% durante todo o curso se for 2ª graduação ou habilitação.

Mais informações e os detalhes de cada um dos cursos disponíveis podem ser obtidas no site unesc.net.

Continue Lendo

Geral

Diácono Rafael é ordenado novo padre da Diocese de Criciúma

Publicado

em

Ouça esta matéria

Na tarde deste sábado, 6, fiéis participaram da Santa Missa com o rito de Ordenação Presbiteral do então diácono Rafael Borges Peres Martins. A celebração teve início às 15h e foi presidida pelo bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, e concelebrada por dezenas de padres, na Igreja Matriz da Paróquia Santo Antônio de Pádua, em Sombrio.

O pedido de ordem do candidato e testemunho foi feito pelo pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, padre Daniel Pagani. “Com o auxílio de Deus e de Jesus Cristo, nosso Salvador, escolhemos este nosso irmão para a Ordem do presbiterado”, disse o epíscopo acolhendo o pedido.

Faça-se em mim segundo a tua palavra

Durante sua homilia, Dom Jacinto Inacio Flach lembrou da vida de Maria, mãe de Jesus Cristo, e sua profunda relação de renúncia e entrega total ao amor de Deus. “Os padres ordenados estão muito próximos de Maria que, pelo mesmo Espírito Santo, consagram o corpo do Senhor e oferecem a humanidade, este mesmo Cristo que Maria carregou no seu ventre”. O episcopo também lembrou que o diácono Rafael é o 15º presbítero natural de Sombrio, algo que certamente tem relação com a oração e participação de todos.

Sob o lema sacerdotal “Faça-se em mim segundo a tua palavra”, extraído do Evangelho de Lucas (Lc 1,38), o diácono Rafael escutou atentamente as palavras de Dom Jacinto que também destacou os momentos de dificuldade da sua caminhada. “Você foi perseverante diante das dificuldades e hoje colocas a tua vida a serviço da Igreja, tua vida será transformada”, concluiu o bispo.

O rito de ordenação presbiteral

Após a reflexão, deu-se sequência ao rito, com o propósito do eleito, a ladainha de todos os santos e a imposição das mãos e prece de ordenação, feitas pelo bispo. Em seguida, o padre foi revestido com a estola e a casula pelos padres Antônio Júnior e Daniel Pagani, na sequência, teve as mãos ungidas com o óleo do Crisma por Dom Jacinto que, com um tecido branco entrelaçou as mãos do ordenado. Ao se dirigir a sua mãe, o agora padre Rafael teve as suas mãos descobertas e concedeu a primeira bênção.

Acolhido com muitas palmas, o novo sacerdote recebeu um caloroso abraço do bispo, gesto que foi seguido por todos os presbíteros presentes. Padre Rafael passou a exercer então, pela primeira vez, o seu ministério, concelebrando com o bispo e os outros membros do clero.

Agradecimento e consagração

Ao final da celebração, padre Rafael destacou a presença constante de Deus em sua vida, agradeceu ao bispo diocesano, familiares, fiéis que sempre rezaram pela sua vocação, pastorais, movimentos, paróquias por onde passou e aos diversos amigos que fez durante sua caminhada. “Maria acolhe com alegria o dom desse encontro pessoal com o senhor e se doa inteiramente a esse projeto ainda desconhecido, pois ela confia plenamente no amor de Deus, assim também quero como padre gerar Jesus na vida das pessoas”, destacou o novo sacerdote da Diocese de Criciúma. Padre Rafael, celebra às 10h30 sua primeira missa neste domingo, dia 7, na comunidade São Luiz Gonzaga, em Sombrio.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2022 sulnoticias.com