Conecte-se conosco

Geral

Comitiva catarinense encerra intensa agenda no Japão e inicia atividades em Singapura

Publicado

em

Ouça esta matéria

Em uma intensa agenda de visitas em uma verdadeira imersão na cultura japonesa, a comitiva catarinense que participa da Missão Internacional liderada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e pela Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe) leva boas perspectivas de parcerias. Nesta segunda-feira (21/11) inicia a segunda etapa da viagem, desta vez buscando conexões em Singapura.

Comitiva catarinense encerra intensa agenda no Japão e inicia atividades em Singapura

Na semana de atividades no Japão a comitiva visitou a Universidade Tecnológica de Tóquio, a Embaixada do Brasil na cidade, o Instituto Tecnológico da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), o Ministério da Educação, da Cultura, dos Esportes, da Ciência e da Tecnologia do Japão, a Universidade de Chukyo e a Universidade de Quioto, instituições com as quais foi possível iniciar conversas de parcerias em pesquisa e intercâmbio de alunos desde o nível de graduação até possibilidades de pós-doutorado.

Estruturas de incentivo a startups que colocam o Japão entre os países que mais têm investido na área; inovações em armazenamento de acervos de biblioteca; estruturas de treinamento para excelência acadêmica aliada à excelência no esporte; cases de pesquisa e áreas nas quais é possível estreitar relações e promover colaborações entre pesquisadores. 

A recepção presencial do grupo de lideranças das IES, conforme a reitora da Unesc e vice-presidente da Acafe, Luciane Bisognin Ceretta, mostrou a forma como o país está, de fato, aberto a parcerias a partir da Missão. “Este primeiro momento em Tóquio, Nagoya e Quioto no Japão foi fantástico. As experiências, a troca de conhecimentos, as vivências, as possibilidades de cooperação científica entre Santa Catarina por meio das universidades com as instituições do país já nos sinalizam muito positivamente. Estou muito certa de que ao retornar ao Brasil elaboramos cartas de compromisso e faremos as parcerias para ampliar a ciência, a tecnologia e inovação e os processos de ensino e pesquisa no nosso estado e no Brasil”, destacou.

Comitiva catarinense encerra intensa agenda no Japão e inicia atividades em Singapura

A cada encontro novas conexões foram possibilitadas para o futuro que, para o reitor da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), Kaio Henrique Coelho do Amarante, promete ser de grandes mudanças para a pesquisa catarinense. “É um momento que o Japão está abrindo novamente suas fronteiras e as nossas universidades estão pensando em ampliar as suas conexões. Essa relação entre as universidades de Santa Catarina, do Japão e até mesmo o governo japonês tem muito a crescer. Percebemos alinhamento entre aquilo que acreditamos ser a linha a seguir e o que eles já vêm fazendo, então não temos dúvidas de que os próximos meses serão de muito trabalho de ainda mais aproximação, entendendo um futuro brilhante para os dois países”, pontuou.

Os resultados da missão, para o presidente da Fapesc, Fábio Holthausen, já se mostram extremamente promissores. “Essa é a etapa inicial de um processo de criação de relações dentro do ecossistema de pesquisa e inovação que irá gerar resultados com início das cooperações com impacto a longo prazo para a pesquisa e inovação em Santa Catarina. Será um novo momento”, aponta. 

Recepção calorosa e case de inspiração para novos cientistas 

Na última das agendas, na sexta-feira (18/11) na Universidade de Quioto, a segunda maior do país, o grupo foi recebido pelo doutorando Matheus Mello. Natural de Florianópolis e egresso do curso de Física da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o jovem está há um ano no Japão por meio de uma bolsa após ter, de 2015 a 2016, cursado um ano de Física na Universidade de Nagoya com subsídio de uma bolsa do Governo Federal.

Comitiva catarinense encerra intensa agenda no Japão e inicia atividades em Singapura

Destaque de iniciação científica desde o início da graduação, Matheus foi bolsista de mestrado por meio da Fapesc e diz que a educação mudou sua história de vida, garantindo estar disposto a apoiar e receber estudantes brasileiros interessados em seguir carreira na pesquisa. “Vai ser um prazer poder, de alguma forma, ser ponte entre pesquisadores e grupos de pesquisa brasileiros com a Universidade de Quioto. O Japão tem uma qualidade de vida muito significativa e muitas portas abertas para a ciência, possibilitando que eu me dedique a ela com as condições necessárias para isso. O que eu puder fazer para isso, trocando ideias, incentivando e orientando, farei, pois sei que a educação transforma de verdade”, salientou, contando também sua parte de sua trajetória de vida e os caminhos percorridos até chegar no sonhado doutorado no país.

Após intensa agenda, no final de semana o grupo se deslocou para a segunda etapa da missão internacional. Nesta segunda-feira (21/11) a agenda em Singapura inicia com a visita à Universidade Tecnológica Nanyang, seguida de visita à startup 2DMsolutions.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Colégio Unesc promoverá exposição de robôs durante ação nesta sexta-feira no Rincão

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Unesc está em Balneário Rincão proporcionando conhecimento e realizando diversas atividades para a população nos meses de janeiro e fevereiro. A cada dia a Instituição apresenta uma novidade e nesta sexta-feira (13/01) quem passar pelo contêiner da Universidade vai apreciar e interagir com modelos de robôs. A exposição proposta pelo Colégio Unesc, em parceria com a empresa Robomind de Blumenau, será desenvolvida das 19h às 22h e é aberta ao público.

“Neste ano, uma das novidades no Colégio será o ensino da Robótica Educacional para alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental. O uso da robótica em sala de aula permitirá que os nossos alunos possam construir modelos semelhantes aos que serão expostos nesta ação em Balneário Rincão. A robótica envolve estímulo ao raciocínio lógico e a socialização, o trabalho em equipe e o aumento da criatividade”, explica a diretora do Colégio Unesc, Mainara Figueiredo Cascaes.

Segundo ela, a atividade contribui para uma série de competências e habilidades relacionadas à gestão de problemas, ao trabalho interdisciplinar e coletivo, grandes pilares do uso da robótica no ensino. “Convidamos todos a participarem deste momento que foi preparado com muito carinho para os moradores e veranistas do Rincão como prévia do que iremos oferecer no Colégio em 2023”, acrescenta.

Além dos robôs, o contêiner da Universidade, localizado no Contêiner Food Park, no centro do Balneário, contará com ações do curso de massoterapia da Unesc Tec, pintura facial e as crianças ainda poderão exercitar a imaginação por meio de desenhos. Papeis e muitos lápis de cores estarão à disposição da garotada.

Robótica

Estímulo ao raciocínio lógico e à socialização, trabalho em equipe e aumento da criatividade. Esses são alguns dos benefícios do ensino da Robótica Educacional proposto também pelo Colégio Unesc, em parceria com a empresa Robomind. 

O método proposto pela empresa parceira, conforme Mainara, tem o propósito de oferecer ao estudante não apenas uma série de conteúdos, mas experiências de aprendizagem que contribuam para seu desenvolvimento cognitivo e socioemocional.

“Além de ser um grande atrativo para o conteúdo ministrado, é uma poderosa ferramenta educativa, que contribui para o estímulo cognitivo do aluno, a criatividade e o aprendizado. Os conteúdos propostos fazem parte da grade curricular e por meio do currículo Steam para a resolução de problemas reais”, comentou a diretora Mainara.

A Robomind é formada por profissionais da área da Educação que encontraram na Robótica Educacional uma forma de estimular e potencializar as novas gerações a serem construtoras de conhecimentos e desenvolvedoras de tecnologia pautadas no bem comum. Hoje atende mais de 30 mil estudantes de três a 15 anos em fase escolar e possui uma equipe certificada para apoio pedagógico em todo o país, com presença internacional no México e Angola.

Bolsas de estudo

O Colégio Unesc está com edital aberto para bolsas de estudo de 50% e 100% válidas para as séries do 1ª ano do ensino fundamental até a 3ª série do ensino médio. As crianças e os adolescentes beneficiados serão selecionados a partir de critérios pautados na renda familiar per capita. As inscrições podem ser feitas até a próxima terça-feira (17/01), na Central de Atenção ao Estudante (Centac), no campus da Unesc, das 9h às 19h.

Mais informações sobre bolsas, bem como sobre as matrículas e os diferenciais do Colégio Unesc, podem ser obtidas na Centac ou no Whatsapp (48) 99644 0170 ou no (48) 3431 2545.

Continue Lendo

Geral

Içara irá distribuir material escolar de graça novamente em 2023

Publicado

em

Ouça esta matéria

O material escolar para os alunos da rede municipal de ensino de Içara será gratuito novamente em 2023. O Governo Municipal de Içara, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, investiu neste ano R$ 2.496.953,60 para atender os quase sete mil alunos dos ensinos infantil e fundamental do município. Isto quer dizer que serão beneficiados alunos que frequentam desde creches até o nono ano, assim como todos os professores.

“A primeira grande vantagem com o material escolar gratuito é que conseguimos contribuir com o orçamento de milhares de famílias içarenses. Sabemos que antes havia pais que não conseguiam comprar tudo por falta de recursos e isso não existe mais”, declarou a prefeita Dalvania Cardoso. “Outro ponto é a igualdade nas escolas. Todos os alunos têm os mesmos materiais em quantidade e qualidade”, acrescentou.

O material escolar começou a ser distribuído de forma gratuita aos alunos de Içara no início do ano passado. Somando os dois anos, já são R$ 4.367.006,60 em investimentos nos kits. Para 2023, ele terá cores diferentes, porém terá a mesma qualidade.

Continue Lendo

Geral

Cras de Criciúma iniciam colônia de férias para crianças e adolescentes

Publicado

em

Ouça esta matéria

Iniciou nesta segunda-feira (9), a colônia de férias nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras) de Criciúma. Até o dia 27 de janeiro, durante o recesso escolar, crianças e adolescentes dos núcleos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) terão atividades de aprendizado, lazer e diversão no Cras Tereza Cristina.

Neste polo, estão concentrados os inscritos dos bairros Vila Miguel, Santa Luzia, Tereza Cristina, Santa Luzia, Cristo Redentor, Vida Nova, Próspera e Renascer. As atividades acontecem em dois períodos: pela manhã, das 8h30 às 12h e a tarde, das 12h às 16h. Ao todo, estão cadastrados 107 participantes, sendo 56 no período da manhã e 51 a tarde. O transporte será realizado por veículos disponibilizados pela Afasc.

Segundo a orientadora social do Cras Tereza Cristina, Valesca Elias Beker, as atividades durante a colônia de férias serão diferenciadas das que já acontecem diariamente nos Centros de Convivência. Serão oferecidos lanches, jogos, atividades lúdicas e brincadeiras como banho de chuveirão, futebol, cama elástica, entre outros passatempos. “Como temos inscritos de seis a 17 anos, organizamos um cronograma com atividades diversificadas, divididas por idade. Tudo foi preparado para receber todos com muita diversão e descontração”, ressaltou.

De acordo com o secretário de Assistência Social e Habitação, Bruno Ferreira, é uma opção saudável para os pais que não têm onde deixar seus filhos durante as férias escolares. “Este serviço oferecido no período das férias tem o objetivo de proporcionar atividades atrativas para as crianças e adolescentes, além de prevenir a ocorrência de situações de risco social ou violação dos direitos e trabalho infantil. Neste período, os pequenos têm a oportunidade de interagir com os colegas e aproveitar as férias com muitas brincadeiras”, afirmou.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2023 sulnoticias.com