Conecte-se conosco

Geral

Comunidade acadêmica elege Chapa 1 para nova gestão do DCE Unesc

Publicado

em

Ouça esta matéria

Acadêmicos de todos os cursos da Unesc foram às urnas de forma virtual nesta segunda-feira (6/4). Ao longo de todo o dia até às 22h15 estudantes exerceram o direito de voto e elegeram a Chapa 1 para a nova gestão do Diretório Central dos Estudantes (DCE). Esta edição da eleição estudantil contou com dois diferenciais, sendo eles a concorrência em chapa única e a votação virtual, inédita neste formato na Universidade.

O sistema de votação virtual foi acompanhado de perto pela Junta Eleitoral do DCE e o resultado computado na sequência do encerramento do horário estipulado para o acesso dos acadêmicos. Por volta das 22h50 a vitória foi comemorada na sede do DCE entre os integrantes do grupo vencedor, que contou com 2.125 votos do total de 2.345 votantes.

A proposta de unificar ideias, posicionamentos e pontos de vista em uma chapa única, para a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, foi uma boa alternativa encontrada pelos acadêmicos. “Eles demonstraram uma incrível capacidade de superação de diferenças por meio do diálogo. Uniram-se em torno dos pontos de convergências e consideraram o desafiador momento a que todos passamos em decorrência da pandemia. Respeitaram a democracia, a pluralidade de ideias e o respeito às diferenças. Estou orgulhosa. Eles demonstraram maturidade”, pontua.

A chapa eleita conta com os acadêmicos Douglas Leffa, do curso de Engenharia Civil, como presidente; Vitor Teixeira, do curso de Direito, como vice-presidente; John Ansiliero, do curso de História, como tesoureiro; Willian Domiciano, do curso de Engenharia Civil, como tesoureiro adjunto; Geovana Lisa, do curso de Psicologia, como secretária e Kelen Regina, do curso de Medicina, como secretária adjunta.

Gestão concentrada no bem-estar acadêmico e na permanência estudantil

A partir desta terça-feira (7/4), quando assina oficialmente o termo de posse, o grupo passa a representar os estudantes e trabalhar em prol de suas bandeiras. Ocupar a função de representante dos acadêmicos em uma Instituição da grandeza da Unesc e ao lado de uma gestão que mantém, de fato, as portas abertas para o diálogo constante com os estudantes, conforme Douglas Leffa, dá segurança e traz otimismo ao grupo para o desafio que se inicia a partir da eleição. “Nosso foco principal ao montar uma chapa única foi o bem-estar acadêmico e a permanência estudantil. A formação de uma candidatura única demonstra por si só o quão alinhados estamos em prol desses objetivos em comum”, acrescenta o presidente.

A união de esforços, para o vice-presidente eleito, significa um marco importante para a história da Universidade. “O que aconteceu hoje e durante todo o processo de construção de chapa foi histórico, baseado principalmente no diálogo e na intenção de fortalecer o movimento estudantil como um todo. Vivemos em um cenário de grande necessidade de unir esforços, principalmente neste momento em que as pessoas estão distantes. Desta forma acredito que esse gesto foi muito promissor para nós acadêmicos”, pontuou Vitor.

Para o acadêmico, a participação ativa no movimento estudantil engrandece a vida acadêmica e pessoal de quem se envolve neste processo. “Estamos na Universidade não só para nos formamos bons profissionais, mas também excelentes cidadãos e participar do movimento estudantil é parte fundamental desta construção. Sou muito grato à Unesc por sempre incentivar os acadêmicos a participarem disso”, acrescentou.

Com a responsabilidade de trabalhar em prol do DCE até o dia 31 de dezembro de 2021, o grupo agradece a confiança depositada nas urnas por cada um dos colegas votantes. “Precisamos agradecer os acadêmicos por cada um dos votos de hoje. Esse número é resultado de uma construção conjunta. O trabalho no DCE é feito por acadêmicos, de forma voluntária e em prol de todos os estudantes. A participação expressiva em votos e em mais de 80 pessoas envolvidas nos departamentos do Diretório faz com que tenhamos ainda mais responsabilidade e compromisso na missão que assumimos”, finaliza o presidente.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Governo de Criciúma decreta luto, Câmara emite nota de pesar

Publicado

em

Ouça esta matéria

Prefeito de Criciúma Clésio Salvaro decretou no final desta manhã de domingo Luto oficial de três dias no município em decorrência da morte do ex-vereador Júlio Colombo. Já o presidente da Câmara Arleu da Silveira, emitiu uma nota de pesar. Confira:

Nota Prefeitura de Criciúma A Prefeitura Municipal de Criciúma decreta luto oficial de três dias e manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento ocorrido na manhã deste domingo (11), do ex-vereador Julio Cezar Colombo, aos 57 anos.Julio Colombo era advogado, liderança da região do Rio Maina e se destacou como presidente da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), vereador e presidente da Casa Legislativa, prefeito interino de Criciúma, entre outras áreas da gestão pública.Um político que buscava, sempre, realizar e defender aquilo em que acreditava.Todas as repartições públicas de Criciúma deverão estar com as bandeiras hasteadas a meio-mastro.

Nota Câmara CriciúmaA Câmara Municipal de Criciúma comunica, com pesar, o falecimento do ex-vereador Julio Cezar Colombo, aos 57 anos, ocorrido na manhã deste domingo (11), por complicações causadas pela Covid-19. Por dois mandatos, Julio atuou como vereador no município de Criciúma, presidindo a Câmara entre os anos de 2017 e 2018. O Legislativo Criciumense presta apoio aos familiares neste momento triste e externa suas condolências à todos aqueles que perderam amigos e entes queridos em decorrência da Covid-19. A Câmara de Criciúma decreta Luto Oficial de três dias.

Continue Lendo

Geral

Professor de 29 anos morre vítima do Coronavírus

Publicado

em

Ouça esta matéria

O município de Criciúma registrou mais uma morte em decorrência do novo Coronavírus. A vítima é um professor de 29 anos. O profissional atuava na rede pública de Criciúma e lecionava na escola Lili Coelho, no Promorar Vila Vitória.

Wilson Bernardo Borges era professor de Educação física e estava internado no Hospital São José. Na noite deste sábado ele perdeu a batalha para a doença. Em nota o Sindicato dos Servidores Púbicos de Criciúma lamentou a morte.

A Vigilância Epidemiológica também confirmou a morte de uma mulher de 37 anos, agora são 375 as mortes em Criciúma desde o início da pandemia.

Continue Lendo

Geral

Mais quatro mortes confirmadas em Criciúma por Covid

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Vigilância Epidemiológica de Criciúma confirmou neste sábado mais quatro mortes provocadas pelo Coronavírus. Duas das mortes foram registradas neste sábado. As outras duas ocorreram em dias anteriores. As vítimas estavam internadas em cidades vizinhas e por isso os óbitos só entraram na estatística neste sábado.

Hoje morreram duas mulheres. Uma delas tinha 70 e a outra 66 anos. Já as outras mortes são de dois homens. Um deles, de 43 anos, morreu na quinta-feira. O outro é um jovem de 27 anos que foi a óbito na sexta-feira. Agora Criciúma soma 373 vítimas desde o início da pandemia.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com