Conecte-se conosco

Geral

Educação e Saúde iniciam ações do Programa Saúde na Escola em Criciúma

Publicado

em

Ouça esta matéria

s Secretarias de Educação e Saúde de Criciúma iniciaram o Programa Saúde na Escola (PSE), idealizado pelo Governo Federal. O primeiro passo foi apresentar o programa para os diretores das escolas pactuadas e aos gerentes das Estratégia Saúde da Família (ESF), além disso, também foram entregues materiais que serão usados na primeira ação. A iniciativa tem como intuito executar estratégias de 13 temas para promoção à saúde de 1.693 estudantes do município. O encontro ocorreu na última quinta-feira (10), no Salão Ouro Negro, do Paço Municipal Marcos Rovaris.

Os temas são definidos pelos Ministérios da Educação e Saúde e as secretariais municipais são responsáveis por criar estratégias e aplicar com os estudantes. As 13 ações devem ser completadas em dois anos. “Este programa é muito importante, pois alinha o trabalho intersetorial entre a Saúde e a Educação, assim podemos acompanhar e instruir os alunos em vários segmentos. É um trabalho de coleta de dados, com a realização de ações que contemplam os 13 temas propostos”, ressaltou o secretário municipal de Educação, Miri Dagostim.

Devido à pandemia de Covid-19 e para seguir as medidas sanitárias previstas no Plano de Contingência para a Educação (PlanCon-Edu), o programa será feito de forma remota. As ações são voltadas para Aedes Aegypti, atividade física, prevenção das violências e acidentes, a Covid-19, promoção da saúde ocular e auditiva, entre outras. Os materiais utilizados serão apostilas, cartilhas e vídeos explicativos.

São seis unidades contempladas, entre municipais, Afasc e estadual, como as Escolas Municipais de Educação Básica (EMEB) Casemiro Stachurski, Núcleo Hercílio Luz, Antônio Colombo, José Giassi, o Centro de Educação Infantil (CEI) Afasc Urda Joana Joaquim e a Escola de Educação Básica (EEB) João Dagostim.

Primeira ação do PSE

A primeira ação será a promoção da segurança alimentar e nutricional e da alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil, que está vinculada ao Programa Crescer Saudável, também do Governo Federal. Os pais ou responsáveis dos alunos receberão um marcador nutricional para preencher o peso e altura. Após fazer esse levantamento, os dados serão encaminhados às unidades de saúde, que farão os atendimentos aos estudantes obesos e acima do peso para fazer um acompanhamento com uma equipe multiprofissional.

“A Saúde é muito parceira nessa iniciativa, é uma forma da gente acompanhar e agir diretamente nas adversidades. As unidades saúde farão o IMC dos estudantes e os postos entrarão em contato com as famílias para realizar o acompanhamento”, completou o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande.

O que é o PSE?

O Programa Saúde na Escola é uma política intersetorial da Saúde e da Educação, que foi instituído em 2007, pelo Governo Federal. As políticas de saúde e educação são voltadas às crianças, adolescentes e jovens da educação pública brasileira.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Criciúma registra mais quatro morte por Coronavírus

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Vigilância Epidemiológica de Criciúma confirmou neste sábado mais quatro mortes em decorrência do novo coronavírus. Agora são 552 mortes desde o início da pandemia. A cidade tem ainda outros 996 casos ativos e 197 pessoas internadas.

As mortes confirmadas hoje são de quatro homens. Eles tinham 47, 51, 52 e 61, anos. Também foi confirmada a morte de uma mulher de 55 anos.

Continue Lendo

Geral

Prefeito de Siderópolis recebe primeira dose contra a Covid-19

Publicado

em

Ouça esta matéria

Aos 47 anos, o prefeito de Siderópolis Franqui Salvaro recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19.. O município iniciou neste sábado, dia 19, a imunização das pessoas acima de 45 anos sem comorbidades.

“Gratidão, esperança e emoção, foi o que senti neste momento, ao ter a oportunidade de receber a vacina. A caminho da UBS fui imaginando os meus familiares, amigos e todos que partiram e não tiveram a mesma oportunidade de proteger-se deste vírus cruel”, disse o prefeito. 

“Também quero agradecer os profissionais da Unidade de Saúde da Vila São Jorge, onde recebi a dose e a todos os profissionais desta área que seguem trabalhando sem medir esforços para a imunização de todos”, concluiu. 

Continue Lendo

Geral

Treviso adota novas restrições de prevenção e enfrentamento à pandemia de Covid-19

Publicado

em

Ouça esta matéria

Diante do aumento de casos de Covid-19 em Treviso e da possibilidade de uma terceira onda da doença no país, a Administração Municipal publicou na manhã desta sexta-feira, dia 18, o decreto nº 328/2021 com novas medidas de enfrentamento à pandemia. As normas foram definidas pela Comissão Integrada de Avaliação e Monitoramento da Covid-19 e têm validade até 2 de julho.

Entre as medidas, o decreto prevê o uso obrigatório de máscara, inclusive ao ar livre, proibição de aglomeração, novas regras para estabelecimentos comerciais e as penalidades em casos de descumprimento.

Orientações aos comerciantes

Ao longo do dia, as equipes da Vigilância Sanitária e Epidemiológica orientaram os comerciantes sobre as novas regras previstas no decreto Municipal e Estadual.

Fiscalização e denúncias

As determinações estabelecidas nos decretos podem ser fiscalizadas pelo Município, através da Vigilância Sanitária, agentes de Defesa Civil e agentes de Fiscalização Municipal e Estadual.

As denúncias podem ser realizadas através do disque 190 da Polícia Militar, para a Defesa Civil no telefone 99645-8615 ou à Vigilância Sanitária nos números 3469-0150 e 3469-0500.

Secretaria reforça a necessidade da vacinação

A vacina é uma ferramenta importante para conter a pandemia, no entanto, a Secretaria de Saúde alerta para a baixa procura pelo imunizante. “Só a imunização e o cuidados podem amenizar a situação que estamos vivendo. Pedimos que cada um faça a sua parte”, comentou a secretária Luciane Possoli.

A secretária ainda frisa que todas as vacinas são eficazes contra o Coronavírus. “Se a pessoa tem a oportunidade, deve se vacinar. Todas as vacinas auxiliam na diminuição da circulação do vírus e do agravamento dos sintomas da Covid-19”, explicou.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com