Conecte-se conosco

Geral

“Falhas hospitalares” são a segunda maior causa de morte no Brasil

Publicado

em

Ouça esta matéria

Falhas banais como erros de dosagem ou de medicamento, uso incorreto de equipamentos e infecção hospitalar mataram 302.610 pessoas nos hospitais públicos e privados brasileiros em 2016. Foram, em média, 829 mortes por dia, uma a cada minuto e meio. Dentro das instituições de saúde, as chamadas mortes por “eventos adversos” ficam atrás daquelas provocadas por problemas no coração.

A conclusão faz parte do Anuário da Segurança Assistencial Hospitalar no Brasil do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), produzido pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O número diário supera as 129 pessoas que morrem em decorrência de acidentes de trânsito no país, 164 mortes provocadas pela violência e cerca de 500 registros de mortos por câncer, e fica atrás das 950 vítimas de doenças cardiovasculares.

Além das mortes, os eventos adversos impactam cerca de 1,4 milhão de pacientes todo ano com sequelas que comprometem as atividades rotineiras e provocam sofrimento psíquico. Esse efeitos também elevam os custos da atividade assistencial. O Anuário estima que os eventos adversos resultaram em gastos adicionais de R$ 10,9 bilhões em 2016.

O problema está no radar da Organização Mundial de Saúde. Estudos mostram que anualmente morrem 42,7 milhões de pessoas em razão de eventos adversos no mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, a situação não é muito diferente da brasileira. Com população aproximada de 325 milhões de pessoas, o país registra 400 mil mortes por eventos adversos ao ano, 1.096 por dia, ou 16% menos que nos hospitais brasileiros. A diferença para o Brasil diz respeito as mortes hospitalares  que são a terceira do ranking americano, atrás de doentes cardíacos e de câncer.

“Não existe sistema de saúde que seja infalível. Mesmo os mais avançados também sofrem com eventos adversos. A diferença é que, no caso brasileiro, apesar dos esforços, há pouca transparência sobre essas informações e, sem termos clareza sobre o tamanho do problema, fica muito difícil começar a enfrentá-lo”, afirma Renato Couto, professor da UFMG, um dos responsáveis pelo Anuário.

Geral

Inovação: Criciúma lança atendimento digital para pacientes com problemas respiratórios

Publicado

em

Ouça esta matéria

Em Criciúma, pessoas com sintomas respiratórios, a partir de segunda-feira (02), passam a receber o primeiro atendimento, via WhatsApp, pela central TeleCovid, da Secretaria Municipal de Saúde, assim como receituários médicos, medidas de isolamento, agendamento de testes, além de encaminhamentos nos casos de urgências.

O objetivo é evitar aglomerações, dar agilidade no atendimento e ampliar consultas eletivas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). “Informatizamos o nosso sistema para garantir mais segurança e conforto aos moradores. Também estamos em busca de dar celeridade nas consultas eletivas nas UBSs”, afirmou o secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande.

O teleatendimento funciona de domingo a domingo das 7 às 19h pelo WhatsApp 3445-8400. Para solicitar atendimento, o cidadão precisa encaminhar um “Oi” e responder “Sim” para a opção “A”. Na linha, um enfermeiro dará as orientações e possíveis encaminhamentos.

“Toda a parte do primeiro atendimento de pacientes com problemas respiratórios será feita por ali. Então, a população não precisa se deslocar até os pontos de saúde, somente em urgências”, explicou o secretário.

Locais de atendimento

O Governo de Criciúma possui seis estruturas para testagens de pacientes com sintomas de Covid-19. São elas: as unidades de saúdes da Quarta Linha, Boa Vista, Pinheirinho e Metropol e o Centro Social Urbano (CSU) da Próspera, além do Centro de Triagem, localizado na área central. Para atendimento nos locais, é necessário agendamento prévio pelo TeleCovid. 

As unidades funcionam das 8 às 17h, com exceção do Pinheirinho, que funciona das 8h às 11h30, e o Centro de Triagem, das 8h às 23h, inclusive nos finais de semana.

Continue Lendo

Geral

Servidores de Criciúma têm até sábado para responder ao Censo Previdenciário

Publicado

em

Ouça esta matéria

Servidores públicos efetivos e inativos (aposentados), pensionistas e dependentes, que são vinculados ao Criciumaprev, têm até sábado (31) para responder ao Censo previdenciário 2021. Caso não atualizem os dados, os servidores terão os seus salários de julho retidos. O censo está estabelecido na Lei Complementar Municipal 381/2021, e está disponível no site previdencia.criciuma.sc.gov.br, na sede do Criciúmaprev, no Pátio de Máquinas da prefeitura e no Paço Municipal Marcos Rovaris.

“Só é possível responder no sábado de forma online, ou seja, através do site. De forma física, só é possível responder até o dia 30 de julho”, afirmou o diretor-presidente da CriciumaPrev, Darci Antônio Filho. Até o momento, 1.947 servidores em exercício, 547 aposentados, 1.696 dependentes e 44 pensionistas já atualizaram os seus dados.

Censo Previdenciário

A iniciativa está prevista no artigo 71 da Lei Complementar Municipal 381/2021 e deve ser promovida a cada 5 anos. “A realização é de extrema importância para garantir a perenidade do Criciumaprev, trazendo confiabilidade sobre dados a serem utilizados nas avaliações atuariais, que estabelecem as alíquotas suplementares a serem adimplidas pelo Ente Municipal ao Regime Previdenciário”, explicou a gerente de previdência do Criciumaprev, Ana Carolina Oliveira de Bem Mendes.

Continue Lendo

Geral

Frio será ainda mais intenso nesta sexta-feira

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Massa de Ar polar que trouxe um frio histórico para Santa Catarina e o Sul do Brasil vai seguir ganhando força nas próximas horas e atingirá seu ápice no amanhecer desta sexta-feira. “Será o amanhecer mais frio do ano. O litoral sul, região de Criciúma, as mínimas vão oscilar entre zero e três negativos e vamos ter geada ampla em praticamente todos os municípios. No Planalto Serrano as mínimas serão ainda mais baixas. Os modelos mostram que 60% das cidades de Santa Catarina vão registrar mínimas entre zero e menos sete”, avisa o Meteorologista Piter Scheuer.

O frio que começou a entrar em Santa Catarina no decorrer da terça-feira fez a festa de turistas que estão no Planalto Catarinense. Nas últimas horas houve registro de neve em várias cidades do Estado. Pelos menos em Curitibanos, Lages, São José do Cerrito, Bom Retiro, Urupema, São Joaquim, Urubici, Campos Novos, Palmeira, Painel, Rio Rufino, Celso Ramos, Fraiburgo Rancho Queimado, Capinzal, Timbé do Sul, Campo Belo do Sul, Vargem, Zortea, Abdon Batista, Anita Garibaldi e Brunópolis tiveram registro do fenômeno.

O Frio intenso também trouxe transtornos. Rodovias precisaram ser fechadas por conta da formação de gelo na pista. Preocupação também no campo que deve sofrer problemas em diversas culturas por culpa da geada. “Não há como evitar. Vamos ter prejuízos em muitas propriedades”.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com