Funcionários dos Correios paralisam as atividades

Criciúma

Funcionários dos Correios iniciaram nesta quarta-feira uma paralisação nacional. Com a greve os trabalhadores esperavam reverter a proposta de reajuste apresentada pela  empresa. A intenção da direção dos Correios é de elevar os salários dos trabalhadores em 0,8%, percentual que fica abaixo da inflação.

Os trabalhadores também reclamam a retirada de direitos. Eles afirmam que pelo menos 45 cláusulas que estavam vigentes desde a negociação anterior acabaram deixadas de lado na proposta encaminha em 2019. 

“A greve é nacional e deve ganhar força ao longo dos dias. Vamos passar pelas agências da região para fortalecer o movimento”, avisa o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios de Criciúma Samuel de Matos.