Conecte-se conosco

Geral

Governo de SC descarta epidemia de meningite

Publicado

em

Ouça esta matéria

No estado de Santa Catarina, historicamente, a incidência dos casos confirmados das meningites em geral (bacterianas, virais e outras etiologias), tem mantido comportamento endêmico com pequenas oscilações. Nos últimos três anos, a taxa de incidência variou de 11.9 por 100 mil habitantes em 2015 (803 casos) para 10.0 (694 casos) por 100mil habitantes em 2016.

Em 2017, até o momento, foram confirmados 350 casos de meningites em geral, com um total de 24 óbitos registrados no Sistema Nacional de Agravos de Notificação (Sinan) do Ministério da Saúde (MS). Do total de casos, 22 apresentaram as formas mais graves de meningite (Doença Meningocócica, Meningite Pneumocócica e Meningite por Haemophilus). Destes, cinco evoluíram para óbito, As pessoas residiam em Antônio Carlos (43 anos), Balneário Camboriú (acima de 80 anos), Itajaí (60 anos), Major Gercino (63 anos) e São João do Sul (49 anos).

Outros dois óbitos ocorridos recentemente nos municípios de São José (Meningite Pneumocócica) e Palhoça (Doença Meningocócica) foram notificados à Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) estadual. Porém, os dados ainda não foram inseridos no sistema oficial pelos municípios. “Tais casos foram causados por agentes diferentes, não apresentam vínculo epidemiológico e, portanto, não caracterizam surto”, enfatiza o médico infectologista Fábio Gaudenzi, superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Ele reconhece que é inegável o impacto que as meningites causam na sociedade, independente da etiologia viral ou bacteriana. “Geralmente, são acompanhadas de grande repercussão nas comunidades. É fundamental que todos estejam atentos às formas de prevenção”, frisa Gaudenzi.

Todos os casos de Meningite devem ser notificados pelos hospitais, profissionais de saúde e laboratórios às secretariais municipais de saúde e essas, por sua vez, à Secretaria Estadual de Saúde para acompanhamento, investigação e orientação aos familiares. A Dive orienta, apoia e acompanha os municípios durante o processo.

Geral

Criciúma segue aplicando 2ª dose contra a Covid-19

Publicado

em

Ouça esta matéria

A aplicação de novas doses da vacina contra a covid-19 segue suspensa em Criciúma. O trabalho com os idosos de 65 e 66 anos só será retomado quando a cidade receber novas doses enviadas pelo Ministério da Saúde.

Até lá o trabalho segue com a aplicação da segunda dose. A Secretaria Municipal de Saúde de Criciúma reforça a informação de que, os idosos cadastrados no Portal Minha Vacina, UBS Centro, que receberam a primeira dose contra a Covid-19 (CoronaVac – informação na carteirinha de vacinação) até 23/03, devem comparecer ao pátio do Estádio Heriberto Hülse (Campo do Criciúma), nesta segunda -feira (12) para aplicação da dose.

A vacinação da 2ª dose aos idosos cadastrados nas demais unidades dos bairros, ocorrerá via chamado das equipes de saúde de acordo com o agendamento/cadastro realizado no Portal Minha Vacina (minhavacina.criciuma.sc.gov.br).

Continue Lendo

Geral

Criciúma confirma mais três mortes por Coronavírus

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Vigilância Epidemiológica de Criciúma confirmou no início desta tarde, em boletim encaminhado à imprensa, mais três mortes por Coronavírus. Agora a cidade soma 379 mortes desde o início da pandemia.

As vítimas desta segunda-feira são uma mulher de 64 e dois homem de 65 e 52 anos. Os três estavam internados e não resistiram as complicações provocadas pela doença. No último fim de semana o Estado atualizou a matriz de risco para a Covid e retirou a Amrec da bandeira vermelha. Ainda assim o cenário segue ruim e o pedido é para que as pessoas sigam adotando as medidas protetivas.

Continue Lendo

Geral

Grandes parcerias são promovidas pelo Santa Vita Saúde Center

Publicado

em

Ouça esta matéria

Maior edifício de Criciúma, com 31 andares, terá além de serviços com profissionais de saúde, grandes operações comercias para servir a população Com localização privilegiada e estratégica, o Santa Vita Saúde Center contará com operações comerciais voltadas para saúde no seu pavimento térreo. Serão operações que tem por objetivo, servir a demanda que deve acontecer pelo atendimento das clínicas e consultórios do Hospital São José e ainda o entorno do empreendimento.

As atividades comerciais seguem uma linha pré-definida e são focadas num vasto leque de opções, porém, todas elas relacionadas à vocação do projeto. “Quando avaliamos a gama de negócios concluímos que a lojas deveriam ser concentradas em três pilares: saúde, alimentação e serviços para o dia a dia. Especificamente para a saúde, pensamos que precisaríamos dar suporte para um cliente após o atendimento tanto no Santa Vita, quanto no hospital. Se foi ao reumatologista e precise de um produto ortopédico, se fez uma cirurgia e necessita de uma lista de medicamentos, ou ainda fazer um plano de saúde, todas as opções serão encontradas no térreo da Rua Júlio Gaidzinski.”, comenta Nestor Nuernberg Júnior, gerente comercial da Compacta Incorporadora, responsável por erigir o projeto.

Grandes empresas parceiras

Fazer grandes parcerias, também foi um dos principais objetivos dos idealizadores do empreendimento. Desta forma, pensando em trazer serviços importantes e essenciais para toda sociedade, o Santa Vita terá como operação comercial o Saúde São José.

A operadora de Plano de saúde já está no mercado há 26 anos, e desde então vem oferecendo um serviço importante de assistência para população de Criciúma e região, tendo o Hospital São José como um dos hospitais suporte no atendimento as pessoas. “O Saúde São José nasceu de uma necessidade comum da sociedade, em ter um plano regional, porém com abrangência nacional por meio da rede Abrange; o que nos faz ter esta solidez de mercado.

Nossa sede é em Criciúma, mas nossas operações já estão em mais de 25 municípios. O planejamento de estar presente com nosso escritório em um dos maiores empreendimentos do Estado, só nos faz enxergar que estamos fazendo sempre o melhor para todos que procuram por nosso plano. Teremos um espaço melhor, uma localização privilegiada e perto de nosso hospital referência. Tudo perfeito”, comenta Roberto Silvestre gerente do Saúde São José.

O Santa Vita Saúde Center terá espaços modulares para diferentes segmentos de atuação da área da saúde em conformidade com a norma RDC 50 (ANVISA), tudo pensado para atender as mais diferentes necessidades dos profissionais e dos pacientes, em um só lugar.

A alameda de serviços do Santa Vita terá uma área com mais de 800 metros quadrados disponíveis para o público onde irá funcionar caixas eletrônicos, lotérica, gráfica expressa e muito mais.
Segundo os diretores do projeto, estima-se um público circulante de 12 mil pessoas diariamente pelo complexo.

“Com inúmeras empresas e profissionais das mais diversas áreas atuando no Santa Vita, devido ao número de salas e também das operações, nossa expectativa, é que, por meio deste projeto, aproximadamente 2500 empregos diretos e indiretos possam ser gerados devido ao funcionamento do edifício. Entendemos que isso, certamente será um significativo impulso para economia da cidade e região”, finaliza Nuernberg.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com