Conecte-se conosco

Geral

HSJosé passa a integrar o Movimento de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Hospital São José de Criciúma está incluído entre os signatários do Movimento de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A iniciativa é um movimento social constituído por voluntários, de caráter apartidário, plural e ecumênico, que tem a finalidade de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da sociedade catarinense. Entre as principais ações desenvolvidas está o trabalho para cumprir com os compromissos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, aprovada pelos países membros da ONU durante sua 70ª Assembleia Geral realizada em setembro de 2015, em Nova York.

Para demonstrar a importância do movimento, nesta quarta e quinta-feira, 27 e 28 de janeiro, os colaboradores serão apresentados ao movimento e conhecerão os 17 tópicos que fazem parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. “O movimento busca a construção de uma sociedade melhor, socialmente inclusiva, ambientalmente sustentável e economicamente equilibrada. Precisamos buscar mudanças positivas no mundo em que vivemos, e com o Movimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), podemos vivenciar trocas de experiências com outros Signatários e estimular cada vez mais nossos colaboradores e a própria comunidade neste engajamento de sustentabilidade. Fazendo assim um mundo melhor para nossas gerações”, explica a assistente de Meio Ambiente do setor de Qualidade do HSJosé, Franciani Sandrini Angulski.

Para a direção do HSJosé, este é mais um importante passo que reforça o cuidado que a instituição tem com as pessoas. “Ser Signatário deste movimento é muito importante pois reforça nosso compromisso com a sustentabilidade das gerações futuras e o cuidado com a nossa casa comum. Todos devemos ser responsáveis por este cuidado, pois todas ações do presente interferem no amanhã e na continuidade das espécies”, enaltece a diretora do hospital, Irmã Isolene Lofi.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável:

1 – Erradicação da Pobreza: acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

2 – Fome Zero e Agricultura Sustentável: acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.

3 – Saúde e Bem-estar: assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades.

4 – Educação de Qualidade: assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos.

5 – Igualdade de Gênero: alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

6 – Água Potável e Saneamento: assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todas e todos.

7 – Energia Limpa e Acessível: assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todas e todos.

8 – Trabalho Decente e Crescimento Econômico: promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todas e todos.

9 – Indústria, Inovação e Infraestrutura: construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

10 – Redução das Desigualdades: reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.

11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis: tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

12 – Consumo e Produção Responsáveis: assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

13 – Ação contra a mudança global do clima – tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos.

14 – Vida na Água: conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

15 – Vida Terrestre: proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.

16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes: promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

17 – Parcerias e Meios de Implementação: fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

A história de fé e luta da técnica de enfermagem de Forquilhinha para vencer o coronavírus

Publicado

em

Ouça esta matéria

No Dia Internacional da Mulher, comemorado neste dia 8 de março, a personagem de superação de Forquilhinha é a técnica de enfermagem da Vigilância Epidemiológica, Sandra Regina Colonetti, de 55 anos. Com uma fé imensa e esperança de cura, chegou ao hospital há cinco meses atrás, com febre, alteração nos batimentos cardíacos, um cansaço extremo e oxigenação baixa. Acompanhada pelo filho, Diego Nicoski, 29 anos, Sandra precisou ser internada, às pressas, após uma alteração na tomografia.

Os sintomas tiraram de atuação a profissional de linha de frente pela pandemia provocada por um vírus desconhecido, que hoje faz parte da história do mundo inteiro. Após ser hospitalizada começou um mal-estar e falta de ar, depois de alguns dias foi intubada e ali permaneceu por 32 dias. A paciente teve complicações renais, fez hemodiálise e traqueostomia. “Em momento algum eu pensei que iria morrer, eu rezava muito e cantava os hinos da igreja. Eu sentia que eu iria ficar curada. Tinha plena certeza e esperança que iria volta para casa. Pedia ao meu filho quando falava com ele ao telefone que rezasse por mim”.

Com 21 anos de atuação na área da saúde, a técnica de enfermagem nunca imaginou que enfrentaria um ser invisível e teria que lutar pela sua vida. O caminho foi longo e árduo. Foram 52 dias de internação até Sandra conseguir voltar para casa e encontrar a razão de toda a batalha: o seu filho.

A luta

A história de luta da paciente com Covid-19 de Forquilhinha começou em 3 de outubro, quando ela começou com os sintomas da doença. Uma tosse seca fez Sandra procurar o Centro de Triagem. Dias depois os sintomas foram se agravando e começou a febre, alteração dos batimentos cardíacos, enjoo e fraqueza, além da oxigenação baixa. Precisou ser internada, às pressas, no Hospital da Unimed, de Criciúma, após dias do diagnóstico positivo a doença.

No hospital, Sandra foi sedada e intubada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após 11 dias internada. “Fui acolhida por todos os profissionais de saúde, extremamente capacitados em todos os níveis e setores, fez toda a diferença na minha vida”, declara, agradecida.

A recuperação

Nos 52 dias em que permaneceu no hospital, a paciente ficou em coma induzido. “Após os 52 dias de internação eu perdi toda a musculatura. Eu tive que aprender a andar, escovar os dentes, pentear os cabelos e a tomar banho sozinha. Mas Deus me deu uma nova vida e reforço que a fé e esperança foram imprescindíveis na minha recuperação”.

No início de dezembro voltei para casa curada da Covid-19. A partir daí, todos os dias era necessário fazer fisioterapia para recuperar os movimentos e fortalecer os músculos. Sandra também passou pela clínica de reabilitação pós-covid.

A mensagem

A funcionária pública que retornou ao trabalho no dia 22 de fevereiro, redobrou os cuidados e pede a todos que façam o mesmo. “Hoje eu agradecer por ter essa nova chance, mas quero chamar atenção das pessoas que se cuidem com uso de máscaras, higienização, distanciamento social. Ainda vamos ter muito tempo para fazer festas, e que tenhamos todos os cuidados necessários. Que neste Dia Internacional da Mulher seja de esperança de dias melhores. Nós vamos vencer, mas todos precisam se ajudar para não perder as pessoas da nossa família devido a doença. Sinto muita falta do abraço, do beijo, daquele calor humano, mas vai passar e iremos continuar a nossa vida. Se pudermos ajudar aos mais necessitados. Quem tem mais condições ajuda quem tem menos”.

Continue Lendo

Geral

Cermoful apresenta equipamento para manutenção de “linha viva”

Publicado

em

Ouça esta matéria

Os associados e consumidores da Cermoful estão recebendo mais um grande investimento da cooperativa para dar suporte e manter os excelentes índices de confiabilidade e agilidade no atendimento. Trata-se de um caminhão de Linha Viva equipado com o que há de mais moderno no seguimento para realizar serviços de manutenção e prevenção.


A realização de atividades nos sistemas energizados através da equipe de Linha Viva, garante mais agilidade e segurança na prestação dos serviços, em especial para as indústrias, comércios e prestadores de serviços essenciais como hospitais, postos de saúde, escolas, supermercados, entre outros, sem ter a necessidade de interromper o fornecimento de energia.

Segundo o Gerente Operacional da Cermoful Samuel Sartor, a equipe que vai operar o equipamento já recebeu todo o treinamento necessário para realizar os serviços que devem iniciar no decorrer da semana.

Para o presidente da Cermoful Rudy Recco, o trabalho está sendo realizado com transparência e seriedade, possibilitando realizar este grande investimento para oferecer atenção integral ao que há de mais importante na cooperativa, a satisfação e o bem estar dos associados e consumidores.

Continue Lendo

Geral

Mais duas mortes por Coronavírus em Criciúma

Publicado

em

Ouça esta matéria

Vigilância Epidemiológica de Criciúma confirmou neste sábado mais duas mortes em decorrência do Novo Coronavírus. As vítimas foram dois homens com 76 e 82 anos.

De acordo com os dados divulgados à imprensa, as duas vítimas eram portadores de comorbidades e estavam internados para o tratamento da Covid-19. Agora Criciúma soma 282 mortes desde o início da Pandemia.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com