Conecte-se conosco

Geral

IDEB: executivo propõe aumentar abono incentivo à rede municipal de educação

Publicado

em

Ouça esta matéria

Como forma de valorizar e incentivar os servidores da rede municipal de ensino pelo primeiro lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), o Governo Municipal propõe pagar um abono incentivo 14.º proporcional ao piso salarial de cada categoria da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Além de premiar os profissionais pelo resultado, a proposta vai injetar pouco mais de R$ 2 milhões – recursos próprios – na economia municipal. Para isso, um projeto de lei, que será votado na noite de hoje (26), foi encaminhado ao legislativo.

“É a maior média geral no ensino fundamental das redes municipais dentre as cidades catarinenses que possuem entre 40.000 e 70.000 habitantes. É um resultado surpreendente levando em consideração o período pandêmico. Isso reflete o compromisso da equipe da Educação e nada mais justo do que recompensar o trabalho pedagógico com esse abono”, assinalou a prefeita de Içara, Dalvania Cardoso. “Ao assumirmos o governo, em 2021, fizemos um diagnóstico dos alunos da rede devido à pandemia. No segundo semestre do mesmo ano iniciamos as aulas de reforço não apenas para a recuperação de notas, mas, principalmente, da aprendizagem, intensificando as atividades educacionais”, completa a secretária de Educação, Rose Reynaud.

Em relação ao IDEB 2021, Içara se destaca como maior índice no ensino fundamental nos anos iniciais e finais das redes municipais da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) e, também, com a maior média geral nos índices do ensino fundamental das redes municipais da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (AMESC) e da Associação dos Municípios da Região de Laguna (AMUREL), o que gera a maior média geral dentre as redes do Sul Catarinense.

Sobre o pagamento do “Abono Incentivo 14.º”:

– O valor do piso inicial do cargo ocupado para todos os servidores, proporcional à carga horária, considerando o tempo proporcional de serviço prestado no exercício do ano 2022;

– O valor de R$ 600,00 (seiscentos reais) para os estagiários com a carga horária de 30 horas e R$ 400,00 (quatrocentos reais) para estagiários com a carga horária de 20 horas semanais;

– O abono não integra nem se incorpora aos vencimentos, subsídios ou outra forma de remuneração, para nenhum efeito.

– As despesas decorrentes desta lei, para o exercício de 2022, correrão por conta dos projetos/atividades 2.029 e 2.030 do orçamento vigente.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

ONG Amigo Bicho segue com Mutirão de Castração a preço de custo

Publicado

em

Ouça esta matéria

A ONG Amigo Bicho de Içara, em parceria com a Cínica Conexão Animal de Criciúma, segue promovendo o Mutirão de Castração de Cães e Gatos a preço de custo. Os cães podem ser castrados nas terças, quartas e quintas-feiras e os gatos nas sextas e sábados mediante agendamento prévio. Podem se inscrever protetores ou tutores de animais de Içara e municípios da Região.

Os procedimenos são realizados no período da manhã e no horário escolhido pelo tutor. O valor da castração social é de R$ 100,00 por animal, independente se for cão ou gato e, mais R$ 10,00 ou 2k de ração destinados à alimentação dos animais resgatados pela entidade.

“ A ação tem o objetivo de reduzir o abandono e os animais de rua” explica o presidente da Amigo Bicho, Vitor Valentim. As inscrições e outras informações podem ser feitas pelo watsapp (48) 99933 -7556. O mutirão está no nono ano de atuação com mais de dois mil animais entre cães e gatos castrados. A média de castração mensal é de 30 animais.

Continue Lendo

Geral

40% de crianças entre 6 e 7 anos não foram alfabetizadas em 2022

Publicado

em

Ouça esta matéria

Gael, de 5 anos, está começando a conhecer as letras. Já sabe soletrar o próprio nome e conhece quase todo o alfabeto. Se continuar assim, aos 7 anos estará alfabetizado.

Mas, infelizmente, essa não é a realidade de muito brasileiros. Neste dia 14 em que comemoramos o Dia Nacional da Alfabetização – instituído, em 1966, os dados sobre o assunto são preocupantes.

De acordo com a Pesquisa Todos pela Educação 2022, do IBGE, cerca de 2,4 milhões de crianças brasileiras, entre 6 e 7 anos, não foram alfabetizadas nesta faixa etária. Isso representa quase 41% do total dos brasileiros dessa idade. Esse número é 66% maior do que foi registrado antes da pandemia de Covid-19.

A professora da Faculdade de Educação de Harvard, Cláudia Costin, explica que o contato com esse letramento deve acontecer ainda na primeira infância, em forma de jogos e brincadeiras lúdicas. Depois disso, a alfabetização formal na idade certa, traz uma série de ganhos para criança e para o adulto que está se formando.

Geralda Rodrigues não teve a mesma sorte que o Gael. Com 42 anos, ela não sabia ler, nem escrever. A dificuldade para acompanhar os filhos com os conteúdos escolares foi o que motivou a faxineira a procurar ajuda. Ela recebeu aulas particulares de uma colega de trabalho. Em pouco mais de 1 ano, já está fazendo muitas coisas sozinha que antes não conseguia realizar sem o apoio de outra pessoa, como pegar um ônibus ou ir ao banco. Geralda conta como foi a emoção ao ler a primeira palavra.

A educação é um direito de todos e uma obrigação do Estado, previsto na Constituição Federal. Crianças com 4 anos ou mais devem ter vaga garantida na rede pública de ensino. E quem não se alfabetizou na idade certa, pode procurar o EJA – Ensino de Jovens e Adultos, na escola pública mais próxima de sua casa.

Continue Lendo

Geral

Alunos do Terceirão do Colégio Unesc se emocionam ao receber ‘caixa de memórias’

Publicado

em

Ouça esta matéria

O último dia de aula do terceirão do Colégio Unesc não poderia ser diferente. O conteúdo programado pela equipe da instituição veio carregado de muita emoção, história e recordação. A surpresa preparada com muito carinho pelos professores da instituição ocorreu no Auditório Ruy Hulse, na Unesc, nesta sexta-feira (11/11), e contou ainda com um mural de frases dos escritores favoritos dos discentes.

Para acolhê-los de forma carinhosa como merecem, eles contaram ainda com outra surpresa bem especial: seus familiares. Na bagagem dos convidados ilustres estavam as ‘caixas de memórias’ que vieram recheadas de fotos, cartas, desenhos, brinquedos, uniformes antigos e objetos simbolizando a caminhada deles no colégio.

Em uma das poltronas estava a professora Liliana Dimer, mãe do aluno do 3º ano do Ensino Médio, Cristhian Dimer Macieski. Ela trouxe um baú com muitas lembranças e até uma carta contando toda a trajetória do estudante. “É um dia muito emocionante. A gente revive toda a história da vida deles, desde o momento que foram pensados até o momento que chegaram aqui. A partir de agora é vida adulta”, comentou ela com a voz embargada. 

Olhando atentamente cada lembrança colocada no baú, Cristhian não escondia o choro e ficou minutos analisando cada detalhe preparado pela mãe. “As roupinhas, as fotos, tudo é muito lindo. Percebemos, com isso, o quanto crescemos. A carta, os brinquedos e a camisa do meu time do coração, o Vasco, é emocionante. Obrigado ao colégio por compartilhar e fazer os nossos pais virem até aqui para esta homenagem”, comentou Cristhian.

Se para os alunos e familiares o momento era de comoção, para os professores não poderia ser diferente. “Sou grata por poder estar acompanhando vocês nessa jornada. Quero desejar um mundo repleto de possibilidades e que sejam muito felizes. A trajetória e o projeto de vida de cada um têm um ponto e vírgula hoje, pois continua logo ali, na Universidade. Que sejam felizes nas suas escolhas e nos seus ideais”, desejou a diretora do colégio Unesc, Mainara Figueiredo Cascaes.

Vivência, momentos e aprendizados

Vivência, momentos e aprendizados. Essas três palavras também foram utilizadas pelos familiares dos alunos Artur Torquato Alves e Matheus Just Barchinski. Além de todo aprendizado, os dois fizeram uma linda amizade que iniciou ainda quando pequenos. Os dois estão na instituição desde o 1º ano do Ensino Fundamental e pretendem fazer o mesmo curso superior: Ciência da Computação. Ao lado, os pais, orgulhosos da trajetória e da amizade que os dois construíram em todos esses anos de aprendizado na instituição.

Na caixa de memórias, muitas fotos dos dois, inclusive da primeira apresentação da escola. “Eu guardo tudo e tenho todas as apresentações. Esta, inclusive, foi a primeira deles. Era a apresentação da Menina Bonita do Laço de Fitas”, comentou Roseli, mãe do Artur, que veio acompanhada do pai do estudante, Edson Rocha Alves.  

“Tudo o que aprendi até agora foi graças ao colégio. Vou levar comigo. A cada cantinho que passo lembro de algo, de todos os momentos que tive no colégio”, complementou o estudante, pouco depois de fazer uma foto com os pais. 

Todo esse carinho com a instituição também foi rememorado pelo aluno Matheus. “Tudo o que sei foi conquistado aqui. Aqui aprendi a ler, a escrever, a produzir textos. Aqui é uma parte de mim e fiz uma grande amizade”, comentou ele, que estava com a mãe Margarete Just. 

Quem também estava muito entusiasmado era o aluno João Pedro Alves. “A hora que abri a caixa fiquei muito emocionado, passou um filme na sua cabeça por tudo o que vivi nos últimos anos. Sempre tive o apoio da família e sem dúvida ficará guardado para sempre na minha memória. Agora um novo ciclo e grato por todo aprendizado”, sublinhou.

Para a mãe, Paula Alves, reviver esse momento é muito emocionante. “Ficamos emocionados e orgulhosos de ver que essa sementinha que a gente plantou está brotando lindamente e cheia de sonhos. Esse momento ficará guardado para sempre em nossas memórias”, disse. 

O pai, Marcelo Lage, também agradeceu o colégio pelo momento proporcionado. “Isso ficará eternamente guardado em nossos corações”, disse o pai. “A história dele só está começando”, complementou a irmã, Maria Luiza, de 9 anos, que também fez questão de estar neste dia.

A escola ainda preparou um vídeo de homenagem com os momentos vividos neste ano e mensagens deixadas pelos professores. Ao longo da semana eles ainda tiveram muitas atividades, como banho de piscina e festa das cores.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2022 sulnoticias.com