Conecte-se conosco

Geral

Iparque e reitoria da Unesc afinam os objetivos

Publicado

em

Criciúma

Na busca pela perfeita integração entre a Unesc e o Parque Científico e Tecnológico (Iparque) da instituição, a reitora da universidade, Luciane Bisognin Ceretta, conduziu, na tarde desta terça-feira (14), a ação Diálogos Unesc.

O evento reuniu colaboradores e professores do Iparque para discutir ações recentes da gestão, tais como revitalização e embelezamento da estrutura do Iparque, equilíbrio financeiro e inovação.

Também foram debatidas ações futuras, bem como sugestões de melhorias postas pelos colaboradores e a expansão de pesquisas e aplicação de tecnologias, áreas de especialidade e excelência do Iparque.

Durante o encontro, os presentes também assistiram uma apresentação detalhada sobre a atual situação financeira da Unesc, norteada pelo consultor financeiro Zanoni Elias. Os Diálogos são uma série de atos promovidos pela reitoria para proliferar o sentimento de pertencimento em cada ambiente da universidade.

Para um melhor convívio

Segundo a reitora da Unesc, os Diálogos proporcionam interações sinceras e abertas com os colaboradores da instituição. “São conversas francas, pois estamos abertos para dialogar, ouvir o que cada um tem a dizer”, colocou a gestora, que também reiterou a importância da participação de todos na busca por uma Unesc cada vez melhor. “A Unesc não tem dono, mas se tivesse, seriamos todos que aqui estão”, comentou.

A conversa levou a uma interação animada e contagiante entre gestão e colaboradores. Juntas, ambas as partes se comprometeram a pôr em prática atividades benéficas para o ambiente do Iparque, tais como a melhor integração entre estudantes da universidade e laboratórios e ambientes de estudo ofertados pelo Iparque. “Temos que mirar no futuro. O Iparque conta com muita gente jovem, que vai construir o futuro da Unesc, e nós estamos aqui para ouvi-los e conciliar necessidades com possibilidades”, pontuou Luciane.

O diretor do Iparque, Fernando Bertan, reforçou a importância dos Diálogos. “É de extrema necessidade que todos nós estejamos a par dos bons resultados do Iparque, das ações que foram e serão desenvolvidas, planos para o futuro, entre outras informações internas”, ressaltou, acrescentando ainda a necessidade de que os colaboradores conheçam cada um dos setores do Iparque. “Essa é a finalidade das reuniões internas que realizamos de tempos em tempos, apresentando os resultados e mantendo o diálogo aberto a todos”, disse Bertan.

Diversidade de assuntos em pauta

Além da sustentabilidade financeira e inovação, outros pontos discutidos foram a excelência acadêmica, valorização de pessoas, respeito as diversidades, participação da comunidade, tecnologias da informação, atenção ao estudante, internacionalização, comunicação e marketing, meio ambiente e educação a distância.

Os temas trouxeram à tona diferentes vozes, como o engenheiro agrimensor do Iparque, João Paulo Casagrande da Rosa, que sugeriu a participação do Iparque em conselhos municipais da região, além exaltar a facilidade em se acessar a reitoria. “É algo que precisávamos muito, facilitando todo o contato que precisamos ter para levar projetos do Iparque para a frente”, parabenizou o profissional, elencando também o reconhecimento da marca Unesc ao visitar Prefeituras de diversas cidades catarinenses para apresentar projetos do Iparque.

Mas não foi só o João Paulo que apresentou ideias durante o encontro. Entre muitos outros, o engenheiro ambiental do Iparque, Eder Costa Cechella, sugeriu que a organização siga firme para que os bons resultados continuem aparecendo. “É a primeira vez em anos no Iparque que temos uma conversa destas com a reitoria. É muito bom para que possamos alinhar pensamentos e objetivos para o futuro do Iparque, que está bonito visualmente e também na questão de projetos em execução e finalizados. Estamos crescendo e pretendemos continuar assim com a boa vontade da reitoria em nos ajudar”, agradeceu.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

CASAN orienta moradores de Criciúma sobre obras de esgotamento sanitário

Publicado

em

Criciúma

Obedecendo os protocolos de segurança para controle da disseminação da Covid-19, a CASAN autorizou a visitação de moradores do bairro São Luiz e da Grande Próspera para orientação sobre as obras de esgoto em andamento.

O trabalho integra os projetos socioambientais de ampliação da cobertura de coleta e tratamento na cidade.

No São Luiz o diálogo com a comunidade será realizado pela Assistente Social, Uliana Gageiro Mendonça. A profissional estará devidamente identificada com crachá e colete verde que contém o nome da empresa Painel Pesquisas, contratada pela CASAN para execução dos serviços.

Na região da Grande Próspera a visitação está sob responsabilidade da assistente social Rosilda Patrício Lima, que também trabalha devidamente identificada. “Mesmo com as dificuldades expostas devido à pandemia do novo coronavírus estamos conseguindo levar as orientações para os moradores com a entrega de uma cartilha que mostra os benefícios do tratamento de esgoto”, ressalta a assistente social Rosilda Patrício Lima.

As visitas domiciliares têm o objetivo de levar aos moradores informações sobre os benefícios socioeconômicos que a coleta e o tratamento de esgotos trarão para a comunidade e a cidade de Criciúma.

As profissionais também estão preparadas para sanar dúvidas sobre o momento adequado da ligação dos imóveis à rede, sobre o pagamento do serviço quando os sistemas entrarem em operação ou outras dúvidas.

Com as obras no São Luiz e na Próspera Criciúma vai passar a 45% de cobertura com coleta e tratamento de esgoto, um importante investimento em saúde pública.

Continue Lendo

Geral

Urussanga e Lauro Müller também registram mortes por Coronavírus

Publicado

em

Criciúma

Além de Criciúma outras duas cidades da Amrec também registraram mortes por Coronavírus nesta quarta-feira. Os casos foram registrados em Urussanga e na cidade de Lauro Müller. Em Urussanga a vítima foi um homem de 61 anos, com comorbidades, internado no hospital Nossa Senhora da Conceição, em Urussanga, desde o dia 19 de novembro. Foi a 18ª morte na cidade deste o início da pandemia.

Em Lauro Müller, a Vigilância Epidemiológica confirmou a morte de um homem de 82 anos. Portador de comorbidades ele estava internado em leio de UTI. Agora são 12 as mortes na cidade. Com os dados de Urussanga, Lauro Müller e Criciúma a Amrec fechou a quarta-feira com quatro mortes provocadas pela Covid-19

Continue Lendo

Geral

“Não pretendemos fechar nada, mas é preciso colaboração”, afirma Salvaro

Publicado

em

Criciúma

Prefeito de Criciúma Clésio Salvaro voltou a garantir, durante uma transmissão feita pelas redes sociais, que não pretende promover o fechamento de qualquer atividade econômica. “Se depender de mim não vai ter lockdown, não vai ter fechamento. Só que se você quiser passar o natal com a família, passar o réveillon com a família, vai ter que se cuidar. As pessoas não estão pegando o Covid no local de trabalho. Estão pegando nas baladas, nas festas, nos restaurantes. Temos que trabalhar, repito que não haverá fechamento”.

Prefeito também lembrou que a entrada na bandeira vermelha obriga novas restrições como a redução do percentual de ocupação de estabelecimentos comerciais, templos religiosos entre, além de outras medidas. Mas Salvaro alertou que não adianta baixar decreto sem a colaboração. “Pode chamar a marinha, o exército, pode chamar qualquer um. Se não houver colaboração da população não tem jeito, não vamos virar o jogo”.

Já o Secretário Acélio Casagrande lembrou que o município tem feito tudo que está ao seu alcance e que nos próximos dias vai seguir reforçando a testagem. “Vamos usar o teste com o antígeno e ampliar a conscientização. Seguimos com o hospital do Rio Maina ativo e com os hospitais também fazendo a sua parte. Se fala muito em ampliar o número de leitos, mas não há equipe para isso”, adverte.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2020 sulnoticias.com