Conecte-se conosco

Geral

Legislativo recebe representantes do Samae e do Cisam-Sul

Publicado

em

Criciúma

Os vereadores destinaram o horário político da Sessão Ordinária desta segunda-feira (8/4) para seguir a série de esclarecimentos relacionados a um possível rompimento de contrato entre o Município de Criciúma e a Casan.

A proposta de municipalização é cogitada pelo prefeito Clésio Salvaro, caso a Companhia não atenda aos pedidos, como o repasse de 7% de royalties para investimentos, além da redução de 40% da taxa de esgoto, que é de 100% do valor da tarifa de água.

Para debater o assunto, estiveram no plenário o superintendente Antonio Willeman da Cisal-Sum (Consórcio Intermunicipal de Saneamento Ambiental) e o diretor do Samae de Orleans, Fabio Echeli Bett.

Agência reguladora

Na última semana, a Câmara aprovou o PE Nº 19/2019 que regulamenta a contratação de nova agência reguladora, a Cisam-Sul. A entidade é responsável pela regulação e pela fiscalização dos serviços prestados no âmbito da gestão associada de saneamento básico do Município.

A agência foi criada em 2006 e tem sua sede no município de Orleans. “O Cisam é uma autarquia, um consórcio público baseado na Lei Federal 11.107 e tem hoje 21 municípios integrados”, apontou Willeman.

Como principais atividades do consórcio, o superintendente destacou a regulação e fiscalização do saneamento; análises de potabilidade da água; análises de efluentes lançados, além da estruturação tarifária de água e esgoto.

A Cisam tem ainda papel na fiscalização dos Planos Municipais de Saneamento, verificando o cumprimento das metas estabelecidas pelo governo federal.

Os valores cobrandos pela reguladora giram em torno de R$0,14 mensais por habitante para regulação dos serviços de água e esgoto. Um total de R$ 29.823,22 por mês.

Samae

O Samae de Orleans opera há 47 anos no Município com quadro de 39 funcionários. O serviço atende hoje todo o perímetro urbano e a 11 comunidades rurais. A captação do abastecimento e realizada no Rio Laranjeiras.

Para atender a cidade, o sistema conta com um reservatório de cerca de 1,2 milhão de litros em sua Estação de Tratamento de Água (ETA), além de 12 estações de bombeamento.

O esgotamento sanitário do Município deve chegar a 99% de tratamento ainda neste ano, com coleta e tratamento do esgoto.

Os valores pagos pelos consumidores foram apresentados pelo diretor do Samae, Fabio Echeli Bett. São R$ 30,56 para residência e Orleans com consumo de até 10 mil litros e R$ 44,88 pagos por comércios com consumo de até 15 mil litros de água. A arrecadação do Samae, em 2018, foi de quase R$ 6 mi.

A tarifa de esgoto é de 60%. “Se o consumidor gasta, por exemplo, R$ 100 de água, pagará 60% a mais em cima desse valor pelo serviço de esgoto. É proporcional ao consumo gasto”, destacou Bett. Ao final os convidados responderam aos questionamentos dos vereadores.

Geral

Siderópolis registra a 13ª morte por Coronavírus

Publicado

em

Siderópolis

A pandemia de Coronavírus fez mais uma vítima em Siderópolis. Caso foi confirmado pela Vigilância Epidemiológica do Município. A vítima foi uma mulher de 92 anos. Ela foi a 13ª vítima desde o início da pandemia.

Segundo dos dados divulgados pelo município, Siderópolis tem 17 casos suspeitos e outros 297 monitorados em isolamento domiciliar. Entre os casos confirmados da doença está o prefeito eleito Franqui Salvaro.

Continue Lendo

Geral

Colégio Unesc faz balanço das ações de 2020 e prospecta novidades para 2021

Publicado

em

Criciúma

Junto de uma nova equipe de gestão o ano de 2020 chegou com grandes desafios para o Colégio Unesc. Repleto de projetos, o Colégio precisou adequar suas ações e, assim como toda a rede de ensino, repensar o formato de ensino-aprendizagem, adaptando-se quase que de imediato ao ensino mediado por tecnologia em face da pandemia. O balanço de todos os obstáculos e, principalmente, superações do ano letivo foram pauta, na tarde desta sexta-feira (27/11), do encontro que também teve como foco o planejamento das ações estratégicas para 2021.

Estiveram reunidos de forma virtual as equipes de gestão do Colégio Unesc e da Universidade, dispostas a projetar o ano letivo de 2021 como um ano de grandes transformações. Para a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, a principal mensagem do encontro foi a de gratidão pela seriedade, comprometimento e competência da equipe do Colégio no trabalho dedicado à Instituição.

Conforme Luciane, o empenho da diretora Giselle dos Passos Vieira ao lado das coordenadoras pedagógicas Mainara Figueiredo Cascaes e Wânia Inácio da Silva Ramos, professores e equipe técnico-administrativa traz segurança à gestão já que colabora no encontro de respostas técnicas e resultados necessários. “Temos fortalecido, por meio do trabalho liderado por vocês, uma história pela qual temos muito respeito e carinho. O Colégio Unesc nos é muito caro e vê-lo sendo conduzido de forma tão profissional e serena nos causa muito orgulho e, confesso a vocês, uma tranquilidade de saber que está no caminho certo e em mãos capacitadas para tal”, pontuou.

Para a pró-reitora Acadêmica da Unesc, Indianara Reynaud Toreti, ex-aluna do Colégio, o sentimento de tranquilidade e felicidade pelos encaminhamentos assertivos é ainda mais vivo. “Essa segurança nos dá muita tranquilidade para que sigamos lado a lado, com a resolução de situações e prospecção da Unesc do futuro. Estou ansiosa para vê-los voar ainda mais alto”, acrescentou.

Os bons resultados apresentados, conforme o diretor de Ensino de Graduação, Marcelo Feldhaus, são fruto de um trabalho com afinco da equipe da escola somado à confiança e ao respaldo da gestão. “A reitora Luciane e a própria Indianara são grandes incentivadoras do Colégio Unesc e, posso dizer, vem lutando pelo seu fortalecimento, defendendo essa causa há algum tempo. O Colégio representa muito para a nossa Instituição e nos enche de orgulho pois fortalece nossa missão institucional e oferece educação básica de qualidade para a nossa cidade e região”, acrescentou Feldhaus.

Além das ações realizadas ao longo dos últimos meses, Giselle, Wânia e Mainara apresentaram detalhes do planejamento das atividades para o próximo ano letivo. O calendário de aulas e as ações adotadas no que diz respeito à pandemia conforme Giselle, vem sendo discutido dia a dia com as famílias afim de encontrar as melhores e mais seguras opções do ponto de vista do ensino e, principalmente, da saúde.

“A expectativa para esse próximo ciclo é a melhor possível. Estamos vivendo, em 2020, um ano no qual as ações e o calendário precisaram ser alteradas, reinventadas e discutidos a cada dia, mas que serviu como base para que nos fortalecêssemos também enquanto equipe. Estamos alinhados, em sintonia com os alunos e famílias e preparados para fazer de 2021 um ano de avanços positivos para o Colégio Unesc e seus alunos”, garantiu.

O Colégio Unesc está com matrículas abertas para o ano letivo de 2021. A Escola possui turmas do primeiro ao nono ano do Ensino Fundamental e da primeira a terceira série do Ensino Médio.

A instituição, que fica junto da Unesc, partilha de toda a estrutura da Universidade, como laboratórios, ateliês, biblioteca, brinquedoteca, ginásios e quadras, piscina, horta e horto florestal e o Museu de Zoologia.

Continue Lendo

Geral

Positivado para o Coronavírus, Zefiro Giassi recebe alta

Publicado

em

Içara

Horas depois de confirmar a internação do empresário Zefiro Giassi para o tratamento do Coronavírus, a família atualizou as informações. O empresário acaba de ser liberado pelo Hospital e está retornando para casa onde deve permanecer em tratamento domiciliar.

A informação é do vice-prefeito de Içara Sandro Giassi Serafim. “Acabou de conversar com o Rogério, filho dele. O tio Zefiro está bem e já retornou para a casa”, detalhou.

O empresário deu entrada no Hospital no decorrer da semana. Além dele, a esposa Ana, uma filha um genro também testaram positivo para a doença e estão em tratamento domiciliar.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2020 sulnoticias.com