Conecte-se conosco

Geral

O que muda na região com a bandeira amarela

Publicado

em

Criciúma

Criciúma e os demais municípios da Região Carbonífera estão com a cor amarela na classificação de risco para o coronavírus, conforme mapa do Governo do Estado. A mudança mostra que a situação melhorou em relação à pandemia, o que possibilita flexibilizações em relação a percentuais de ocupação e abertura de alguns setores.

Com a nova classificação, em Criciúma podem acontecer, por exemplo, aulas presenciais, eventos sociais, funcionamento de cinemas, teatros e museus, além de prova de roupas nas lojas e aumento da capacidade de ocupação em academias, hotéis e pousadas, shopping e indústria. 

No último boletim epidemiológico de Criciúma, divulgado na noite dessa quarta-feira (21), eram 136 casos ativos de Covid-19 e 16 pessoas internadas em hospitais.

Cuidados sanitários devem ser mantidos

Mesmo com os números em baixa, a Secretaria de Saúde alerta para que os cuidados sanitários sejam mantidos, como a utilização de álcool em gel e máscaras, além de evitar aglomerações. “Temos que manter todos os procedimentos e cuidados para evitar a contaminação pelo coronavírus. A queda nos números mostra que as pessoas seguem as regras sanitárias, mesmo assim não podemos relaxar”, destacou o secretário de Saúde, Acélio Casagrande.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Criciúma confirma três mortes por Coronavírus. Morro da Fumaça também registra óbito

Publicado

em

Criciúma

A Vigilância Epidemiológica de Criciúma confirmou nesta terça-feira mais três mortes provocadas pelo Novo Coronavírus no Município. Com isso a cidade alcança a marca de134 mortes desde o início da pandemia.

As vítimas são dois homens com 73 e 74 anos e uma mulher de 66 anos. Os três estavam internados e não responderam ao tratamento.

Em Morro da Fumaça foi confirmada a morte de um homem de 64 anos. Portador de comorbidades, ele estava hospitalizado e não resistiu as complicações provocadas pela Covid-19. Foi a 12ª morte registrada no município.

Continue Lendo

Geral

Ferido por criminosos, PM segue internado

Publicado

em

Criciúma

O policial Jeferson Esmeraldino, 32, que foi ferido pelos criminosos durante a ação desta madrugada em Criciúma, segue internado. Segundo Nota encaminhada pela PM à Imprensa, ele está na UTI e em Observação. Durante a tarde dessa terça-feira circulou a informação de que o polícia tinha ido a óbito, mas a informação não procede.

Confira a nota da PM A Polícia Militar de Santa Catarina informa que o soldado Jeferson Luiz Esmeraldino, 32 anos, alvejado na ocorrência da última madrugada em Criciúma segue internado na UTI, em observação.

A Deputada Ada de Lucca (MDB) que manifestou pesar sobre a morte do Policial na sessão da Assembleia Legislativa, também emitiu nota pedindo desculpas.

Confira a nota da Deputada A deputada estadual Ada de Luca pede desculpas aos familiares e amigos do soldado da Polícia Militar, Jeferson Luiz Esmeraldino, pela divulgação de informação equivocada sobre seu falecimento.
“Enquanto aguardamos informações oficiais, reforço os meus pedidos de oração pelo policial Jeferson, pelo vigilante que também foi atingido, e também por todos que foram afetados por essa ocorrência. Desejamos paz por Criciúma”, disse Ada, em retratação no plenário.

Continue Lendo

Geral

Explosivos ficaram espalhados na área central

Publicado

em

Criciúma

Após a ação criminosa da madrugada desta terça-feira em Criciúma, os bandidos fugiram da cidade deixando parte dos explosivos espalhados pela área central. Segundo o Major Lucius Paulo de Carvalho, do Bope de Santa Catarina, o explosivo utilizado pelos bandidos é o Melatom. “É o mesmo material usado nas pedreiras, mas eles fazem um sistema de cápsula que torna ele ainda mais potente”, explica.

Segundo o Major, parte deste material ficou espalhado pela área central da cidade. “O material estava pronto para explosão. Tinham explosivos deixados ao longo das vidas e em frente ao banco tinha pelo menos 70 cargas com acionamento remoto. Se o material todo tivesse explodido teríamos danos severos em um raio de pelo menos 200 metros”.

Todo o material encontrado pelo Bope foi desarmado e detonado de maneira controlada em uma área segura.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2020 sulnoticias.com