Conecte-se conosco

Geral

Onda de calor: Içara se preparou ao longo do ano para receber chuvas de verão

Publicado

em

Ouça esta matéria

A forte onda de calor que chega nesta quarta-feira, dia 12, ao sul de Santa Catarina poderá ser sucedida por fortes chuvas. Prevendo as tradicionais chuvas de verão nos períodos de calor desta época, o Governo Municipal de Içara realizou ao longo do ano o desassoreamento e limpeza de quase 40 quilômetros de rios e córregos, além de manter permanente limpeza e manutenção de bocas de lobo em áreas urbanas.

O trabalho preventivo assegura ao município o Selo Prata da Defesa Civil, colocando-o entre poucas cidades catarinenses com esse destaque. “Içara tem selo prata da Defesa Civil justamente por essa precaução. Poucos municípios catarinenses têm este selo que na região apenas Içara e Criciúma têm”, comentou o coordenador regional da Defesa Civil Rosinei da Silveira, dando destaque para o trabalho de limpeza de rios sem ofender o meio ambiente.

“Tivemos algumas experiências ruins ao longo do ano em alguns pontos específicos e isso alertou para algumas medidas que já tomamos previamente”, destacou o supervisor de obras do Serviços Urbanos Márcio Toretti. Entre esses rios, destaca-se o Rio dos Porcos, em especial na região do loteamento Vila Nova, que sempre sofreu com cheias. A limpeza mais recente iniciou no canal Içara que corta a área central da cidade até a Linha Esperança.

Ainda assim, a Defesa Civil do município ficará em alerta para eventuais alagamentos. As áreas mais vulneráveis são loteamento Jussara, Marili, Liri, partes do Centro, loteamento Vila Nova, rua Procópio Lima entre os bairros Cristo Rei e Raichaski, além de pontos específicos das margens da SC 445.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Decreto autoriza aulas 100% presenciais para todos os estudantes em Santa Catarina

Publicado

em

Ouça esta matéria

Foi publicado o decreto oficial nº 1.669, do Governo do Estado, que estabelece o retorno de 100% dos estudantes às atividades presenciais nas instituições públicas e privadas de ensino de Santa Catarina. A mudança, que vinha sendo estruturada desde dezembro, será possível com o fim da exigência de distanciamento mínimo entre os alunos nas salas de aula.

Válida para todas as instituições de ensino do território catarinense, a medida foi decidida em conjunto por representantes das 14 entidades que formam o Comitê Estratégico de Retomada das Aulas Presenciais, entre elas a Secretaria do Estado da Educação (SED), Secretaria de Estado da Saúde (SES), Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Defesa Civil de Santa Catarina.

As demais exigências e medidas sanitárias de segurança para evitar o contágio pela Covid-19, como o uso de álcool gel nas escolas e o uso de máscaras nos estabelecimentos de ensino, serão mantidas, enquanto a necessidade de garantir ventilação cruzada nos ambientes escolares será reforçada. A vacinação para profissionais da educação também segue sendo obrigatória, e a impossibilidade de se submeter à vacinação deve ser comprovada por laudo médico. A exceção são as gestantes, que podem continuar trabalhando de forma remota.

Após a assinatura do decreto, todas as instituições de ensino, públicas e privadas, devem fazer as adequações necessárias até o próximo dia 1 de fevereiro. Na rede estadual, as novas regras passam a valer a partir do dia 7 de fevereiro, quando terão início as aulas do ano letivo de 2022. Caso o estudante não possa retornar às aulas presenciais por motivos de saúde, ele poderá ser atendido em modelo alternativo, desde que apresente laudo médico comprobatório.

As aulas presenciais em escolas de Santa Catarina estão autorizadas desde o início do ano letivo de 2021, que na rede estadual teve início em 18 de fevereiro. Desde então, o índice de contágio entre alunos esteve sempre abaixo de 0,2%, enquanto entre professores o número nunca ultrapassou a marca de 1%. O acompanhamento de casos suspeitos e confirmados é realizado por meio de um painel digital atualizado pelas próprias escolas da rede.

Continue Lendo

Geral

Brasil recebe primeiro lote de vacinas contra covid-19 para crianças

Publicado

em

Ouça esta matéria

Chegaram ao Brasil, às 4h45 desta quinta-feira (13), as primeiras vacinas contra covid-19 destinadas a crianças de 5 a 11 anos. Remessa com 1,2 milhão de doses do imunizante da Pfizer foi descarregada no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (São Paulo).

O lote será distribuído a estados e municípios para iniciar a aplicação. A previsão é que o Brasil receba em janeiro um total de 4,3 milhões de doses da vacina. A remessa é a primeira de três que serão enviadas ao país.

Segundo o Ministério da Saúde, durante o primeiro trimestre devem chegar ao Brasil quase 20 milhões de doses pediátricas, destinadas ao público-alvo de 20,5 milhões de crianças. Em fevereiro, a previsão é que sejam entregues mais 7,2 milhões, e em março, 8,4 milhões.

Na semana passada, o ministério anunciou a inclusão dos imunizantes pediátricos no plano de operacionalização do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Segundo a pasta, a criança deve ir aos postos de vacinação acompanhada dos pais ou responsáveis ou levar uma autorização por escrito. O esquema vacinal será de duas doses, com intervalo de oito semanas entre as aplicações.

Continue Lendo

Geral

Falta de mão de obra tem dificultado trabalho da Racli

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Racli emitiu nota nesta quarta-feira lamentando os problemas pontuais que tem sido registrado em cidades onde a empresa é responsável pela Coleta de lixo. Na nota, a empresa voltou a ressaltar a dificuldade para reforçar sua equipe em função da escassez de mão de obra.

Confira a nota

Tendo em vista os questionamentos que têm sido realizados a respeito da coleta de lixo, a Racli Limpeza Urbana vem a público esclarecer que tem se empenhado ao máximo para cumprir integralmente os roteiros já planejados e programados. 

Eventuais dificuldades têm ocorrido devido a criação de inúmeras vagas de empregos temporários em função do verão, aliadas à ocorrência de inúmeros casos de suspeitas e confirmações de contaminação pela Covid-19. 

Pedimos a compreensão da comunidade, já que estes são problemas alheios à vontade da empresa que se esforça diariamente para garantir a normalização do serviço e a segurança dos seus colaboradores. 

A Racli Limpeza Urbana reforça também que está com vagas em aberto para todas as cidades onde atua, especialmente para motoristas e coletores, para contratação imediata. Dúvidas e envio de currículo podem ser realizados pelo e-mail: [email protected].”

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2022 sulnoticias.com