Conecte-se conosco

Geral

Procon de Içara faz recomendações para as compras de “Black Friday”

Publicado

em

Ouça esta matéria

Içara

O mês de novembro é marcado por promoções como a black week, black day, e a já famosa no Brasil, Black Friday. Inúmeras lojas físicas e onlines ofertam mercadorias a preços tentadores, por isso é importante ficar em alerta e não cair em “armadilhas”. Por conta disso, o Procon de Içara elaborou recomendações para que os consumidores façam bons negócios.

Pesquisar é a primeira dica. “Faça uma lista do que pretende comprar e antes de efetuar a compra, pesquise os preços do produto em pelo menos três lojas diferentes. Isso vai te ajudar a saber se os produtos estão com preços realmente promocionais”, destacou a diretora executiva Karoline Calegari.

O consumidor deve pensar se realmente precisa do produto desejado. “Verifique se há necessidade de fazer a compra e defina quanto você pode gastar sem comprometer seu orçamento. O recomendado é não depender mais de 30% dos seus rendimentos com dívidas, prestações, financiamentos e parcelamentos”, completou Karoline.

Orientações para as compras online:

Grave as telas e todas as comunicações eventualmente realizadas, no caso das lojas online;  

Verifique a segurança do site, se o endereço eletrônico apresenta o protocolo HTTPS, verificado na barra do navegador e pelo uso de certificados;

Confira se no navegador de acesso à internet é exibido um ícone em forma de cadeado colorido e fechado. Ao clicar em cima do cadeado, deve aparecer o certificado de segurança do site;

Antes de clicar em um link, passe o mouse em cima para verificar se o endereço que aparece na barra inferior do navegador é o mesmo;

Mantenha o computador ou dispositivo móvel protegido, com senhas, antivírus e firewall atualizados, além de usar redes wifi seguras;

Cheque as condições de entrega e o valor do frete. Muitas vezes o preço exibido não inclui o custo de envio;

Exija a nota fiscal e guarde os comprovantes tanto nas lojas online, quanto físicas.

Ofertas

As compras realizadas no período da Black Friday seguem as normas do Código de Defesa do Consumidor (CDC). Isso significa que todas as ofertas anunciadas por sites e lojas físicas precisam ser cumpridas. Caso contrário, o consumidor pode reclamar no Procon e na Justiça. Os produtos importados comprados no Brasil em estabelecimentos devidamente legalizados seguem as mesmas regras dos nacionais.

Devolução

No caso de aquisições fora do estabelecimento comercial (por telefone, em domicílio, telemarketing, catálogos ou Internet), o prazo para desistência da compra é de sete dias contados a partir da aquisição do produto ou do seu recebimento. Não há necessidade de apontar o motivo da desistência. Mas se a compra foi feita presencialmente, o estabelecimento não é obrigado a fazer a troca.

Denúncias

Caso o consumidor identifique práticas inadequadas, a orientação do Procon é que busque seus direitos. O primeiro passo é procurar o gerente ou responsável pela loja. Não havendo acordo, ele deve ir imediatamente a um Procon para fazer a denúncia. 

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Coronavírus em SC: Governo do Estado decreta novos protocolos de saúde para enfrentamento à Covid-19

Publicado

em

Ouça esta matéria

O Governo do Estado anunciou nesta quarta-feira, 24, novas medidas de enfrentamento à Covid-19 em Santa Catarina. Os protocolos de saúde, previstos em decreto, têm o objetivo de desacelerar a curva de contágio da doença em um momento de alta taxa de ocupação dos leitos clínicos e de UTI no Estado. As medidas entram em vigor nesta quinta-feira, 25, e valem por 15 dias.

>>> Decreto completo neste link

Conforme o Decreto No 1.168, as novas medidas levam em consideração o agravamento do cenário epidemiológico, principalmente em termos de pressão hospitalar e ocupação de leitos de UTI. Entre os motivos técnicos que embasam o decreto, observa-se a necessidade de redução no número de casos ativos, promovidos por meio do reforço nas medidas de prevenção, como uso de máscaras, higienização das mãos, ambientes seguros e arejados e, principalmente, reforço nas medidas de distanciamento social, evitando aglomerações que podem dispersar rapidamente o vírus na comunidade. Além disso, o Governo anunciou nessa semana reforço na fiscalização e quase R$ 1 bilhão em recursos para medidas de enfrentamento à Covid-19.

“O momento exige, novamente, a adoção de medidas de prevenção e a conscientização de cada cidadão para controlarmos o avanço da doença. O Estado tem atuado com agilidade e empenho em várias frentes de combate, de modo a proteger a vida, garantir o convívio seguro e a manutenção dos serviços e atividades essenciais à população”, frisa o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Entre as medidas, está a proibição, por quinze dias, das atividades em casas noturnas e casas de espetáculos e a limitação da venda e consumo de bebidas alcoólicas em postos de combustíveis e suas lojas de conveniência entre 00h e 06h. Ambas medidas valem em todos os níveis de risco.

As aulas da rede pública estadual e o funcionamento do ensino presencial estão mantidos em todo o Estado, conforme regulamentação em vigor. No transporte coletivo municipal, intermunicipal e interestadual, a limitação da ocupação dos ônibus é de 50% de passageiros sentados, em todos os níveis de risco.

As medidas também contemplam a redução do limite de funcionamento para 25% de ocupação, em todos os níveis de risco, das atividades de parques temáticos e zoológicos, cinemas e teatros, circos e museus e igrejas e templos religiosos.

Ainda há modificação nos limites de ocupação e horários para eventos sociais, bares e estabelecimentos comerciais como restaurantes, shoppings centers e academias. Confira a lista completa de medidas abaixo.

Vale destacar que os municípios do Estado poderão estabelecer medidas específicas de enfrentamento mais restritivas do que as previstas no Decreto, a fim de conter a contaminação e a propagação do Covid-19 em seus territórios. O documento publicado nesta quarta-feira, 24, ainda estende o decreto de calamidade pública para enfrentamento da pandemia de Covid-19, até o dia 30 de junho de 2021, em todo o território catarinense.

A Secretaria de Estado da Saúde irá regulamentar as medidas em protocolos e regramentos sanitários específicos. O decreto estabelece que a fiscalização do cumprimento das medidas ficará no a cargo da Polícia Militar e da Polícia Civil de Santa Catarina, sem prejuízo da atuação de órgãos com competência fiscalizatória específica federais, estaduais e municipais.

Continue Lendo

Geral

Criciúma reforça Telecovid 156 para informar e orientar a população com sintomas de coronavírus

Publicado

em

Ouça esta matéria

O setor de Vigilância da Secretaria de Saúde de Criciúma, reforça a prestação de serviços do Telecovid por meio do telefone 156. O atendimento é feito por uma equipe de profissionais, especializada e preparada para sanar dúvidas e, principalmente orientar a população sobre os procedimentos que devem ser adotados caso tenha sintomas da Covid-19. O serviço é prestado das 7h às 19 horas e para obter as informações o morador deve escolher a opção 1.

“Informações como formas de contaminação do vírus, medidas de isolamento e restrições, recomendações para prevenção e tratamento, horário e local para atendimento são alguns exemplos do que é ofertado pelo serviço”, afirmou o gerente de Vigilância em Saúde de Criciúma, Samuel Bucco, acrescentando que “o atendimento pelo telefone também ajuda a evitar o deslocamento dos pacientes e contribui para a diminuição do contágio”. O número 156 faz parte da Ouvidoria Geral da prefeitura e foi adotado para o serviço como uma forma de facilitar o contato da população.

“Estamos muito preocupados com o novo aumento no número de casos positivados em todo o Estado e nossa cidade não é diferente. Para que não haja colapso no sistema de saúde, é importante que cada um faça a sua parte. Todos sabemos as medidas sanitárias que devem ser adotadas, basta termos a responsabilidade de pelo menos evitar a disseminação ainda maior da doença”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande.

Continue Lendo

Geral

Avança estudo sobre extensão da Via Rápida até o Rincão

Publicado

em

Ouça esta matéria

Os engenheiros e técnicos da Unesc, Balneário Rincão e Içara seguem trabalhando no estudo de viabilidade de extensão da Via Rápida para os municípios. Os profissionais se reuniram nesta terça-feira (23/11), no Iparque (Parque Científico e Tecnológico) da Universidade. A manhã de trabalhos foi para lapidar as possibilidades de traçado a ser construído.

A partir deste avanço, conforme o engenheiro técnico do Cegeo (Centro de Engenharia e Geoprocessamento) da Universidade, Jóri Ramos Pereira, dois possíveis traçados foram definidos. Agora as possibilidades serão apresentadas aos prefeitos e outras lideranças. Se as duas opções forem bem vistas, uma reunião será marcada na Acic (Associação Empresarial de Criciúma) para a apresentação final e escolha.

Até a aprovação, a iniciativa segue caracterizada como estudo. “Definimos com a equipe técnica das duas prefeituras os melhores traçados. As propostas serão apresentadas e posteriormente o traçado escolhido poderá ser base para que as prefeituras decidam a melhor forma de início para os projetos básico e executivo, fases de detalhamento das diretrizes necessárias para tirar a obra do papel”, explica Pereira.

Trabalho em conjunto

A reunião de definição dá continuidade ao trabalho em conjunto dos poderes municipais e Universidade. Na última quarta-feira (17/2), representantes da Universidade, Acic, prefeituras e associações empresariais de Balneário Rincão e de Içara reuniram-se para o acompanhamento das possibilidades do projeto. 

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com