Conecte-se conosco

Geral

Vale do Araranguá deve ganhar 10 leitos de UTI

Publicado

em

Ouça esta matéria

Araranguá

Após a Diretoria Executiva da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (AMESC) encaminhar ofícios ao governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, e ao secretário estadual de Saúde, Helton de Souza Zeferino, para solicitar a implantação de leitos de UTI no Hospital Regional de Araranguá, veio a resposta que 10 leitos estão garantidos e que haverá busca para aquisição de equipamentos para que outros 10 também sejam instalados.

Segundo o presidente da AMESC, prefeito de Balneário Gaivota, Ronaldo Pereira da Silva, já foi recebida a informação de que 10 novos leitos de UTI adulto estão garantidos para o Hospital Regional de Araranguá. “Agradecemos a sensibilização de nosso governador e do secretário de Saúde do estado por já darem uma resposta positiva e se prontificar em buscar a aquisição de equipamentos para atender ao nosso pedido total de 20 leitos. Também agradeço ao deputado Zé Milton que ajudou a fortalecer este pedido para o extremo-sul junto ao governo estadual”. Ronaldo complementa a busca pelos outros dez leitos. “Vamos aguardar um prazo quanto a segunda parte do pedido, já que pedimos 20. Todos os prefeitos do Vale do Araranguá se mantém mobilizados para que sejam garantidos todos os leitos de UTI solicitados nos ofícios”, pontua.

A Diretoria Executiva da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (AMESC) encaminhou ofícios na segunda semana de abril ao governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, e ao secretário estadual de Saúde, Helton de Souza Zeferino,  para solicitar a implantação imediata de 20 leitos de UTI adulto, a fim de garantir mais segurança à população diante da pandemia do coronavírus.

O Hospital Regional de Araranguá está com salas prontas para implantação de novos leitos de UTI, faltando apenas os equipamentos. O pedido de 20 leitos de UTI foi baseado nos estudos que apontam a necessidade de 50 leitos por 200 mil habitantes e que a região está muito abaixo da média nacional, pois a população dos 15 municípios da AMESC segundo previsão do IBGE 2019 é de mais de 202 mil habitantes; além de a região ser considerada a mais carente do Estado e que por mais de 15 anos ficou sem nenhum investimento no Hospital Regional de Araranguá. O hospital possui atualmente 10 leitos.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Tráfego de veículos na Serra do Rio do Rastro sofrerá alterações a partir do dia 1º de fevereiro

Publicado

em

Ouça esta matéria

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) informa que o tráfego de veículos na Serra do Rio do Rastro sofrerá alterações a partir do dia 1º de fevereiro.

Para os motoristas que irão subir a Serra com destino ao Planalto, o tráfego ficará bloqueado das 7h às 18h, de segunda a sexta-feira. Já para os condutores que irão descer a Serra com destino ao Sul, o tráfego ficará bloqueado das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira. Aos finais de semana, o tráfego estará liberado.

“Após uma intensa análise com a empresa que executa a obra, foi definido que o horário de sábado seria executado ao longo da semana, com o aumento de uma hora diária. Com isso, conseguimos liberar o tráfego aos finais de semana”, explicou o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.

Intervenções em 25 pontos críticos

As intervenções serão realizadas em 25 pontos críticos, que passarão por melhorias. Em cada um deles serão aplicadas diferentes técnicas, de acordo com as necessidades específicas. Também será feita a retirada de blocos rochosos e outros materiais que estão soltos e sobre os taludes. Atualmente, os trabalhos estão sendo realizados em 11 pontos ao longo da rodovia.

A ação faz parte do Programa Novos Rumos e conta com recursos do Governo Federal de mais de R$ 19 milhões. A previsão é que as obras sigam até maio de 2021.

O trabalho consiste em colocar telas metálicas de alta resistência com grampos para evitar quedas de bloco e movimentação de massa, problemas frequentes ao longo da SC-390, na Serra do Rio do Rastro. O plano de trabalho prevê que a intervenção ocorra de maneira simultânea em outros pontos da rodovia que faz a ligação entre o Sul e o Planalto catarinense.

Continue Lendo

Geral

Prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

Publicado

em

Ouça esta matéria

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não fizeram a prova de vida entre março de 2020 e fevereiro deste ano não terão seus benefícios bloqueados.

Portaria nº 1.266/2021, publicada hoje (20) no Diário Oficial da União, prorroga a interrupção do bloqueio de benefícios para as competências de janeiro e fevereiro, ou seja, para pagamentos até o fim de março.

A prorrogação vale para os beneficiários residentes no Brasil e no exterior. De acordo com a portaria, a rotina e obrigações contratuais estabelecidas entre o INSS e a rede bancária que paga os benefícios permanece e a comprovação da prova de vida deverá ser realizada normalmente pelos bancos.

Realizada todos os anos, a comprovação de vida é exigida para a manutenção do pagamento do benefício. Para isso, o segurado ou algum representante legal ou voluntário deve comparecer à instituição bancária onde saca o benefício. O procedimento, entretanto, deixou de ser exigido em março de 2020, entre as ações para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, e a medida vem sendo prorrogada desde então.

Desde agosto do ano passado, o a prova de vida também pode ser feita por meio do aplicativo Meu INSS ou pelo site do órgão por beneficiários com mais de 80 anos ou com restrições de mobilidade. A comprovação da dificuldade de locomoção exige atestado ou declaração médica. Nesse caso, todos os documentos são anexados e enviados eletronicamente.

Continue Lendo

Geral

“Me sinto honrada”, diz primeira vacinada contra Covid-19 em Treviso

Publicado

em

Ouça esta matéria

A técnica de enfermagem da Unidade Básica de Saúde de Treviso, Maria Luiza Nesi Scussel, que atua no município há 21 anos, foi a primeira pessoa vacina contra a Covid-19.  

“Estou emocionada. Valorizada e honrada pelo meu trabalho. Nunca fui reconhecida dessa forma”, disse.

A imunização teve início na manhã de hoje (20), e contou com a presença do prefeito Valério Moretti, vice-prefeito Valentim Antônio Cimolim, e da secretária de Saúde, Luciane Possoli.

Para a secretária, a escolha da técnica de enfermagem é uma forma de valorizar a atuação dos profissionais no enfrentamento ao Coronavírus. “Ela é a profissional de carreira com mais tempo de casa”, explicou.

Para o prefeito Valério Moretti, a população deve continuar utilizando máscara, álcool em gel e mantendo o distanciamento social. “Tomara que tenhamos vacinas suficientes para imunizar toda a população”.

O vice-prefeito definiu o início da vacinação como uma luz para voltar à normalidade. “A vacina veio como uma esperança. A ciência este ano demonstrou um grande avanço com este problema tão grave”, disse Cimolim.

Ao longo do dia, a equipe de imunização irá vacinar os demais profissionais da saúde que atuam no município. Ao todo, Treviso recebeu 38 doses para a primeira etapa de vacinação.

Continue Lendo

Mais vistos

© Copyright 2007-2021 sulnoticias.com